Colossenses 2 – Almeida Revista Atualizada 1993

1  Gostaria, pois, que soubésseis quão grande luta venho mantendo por vós, pelos laodicenses e por quantos não me viram face a face;

2para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo,

3em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos.

Advertência acerca das falsas doutrinas

4¶ Assim digo para que ninguém vos engane com raciocínios falazes.

5Pois, embora ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito, estou convosco, alegrando-me e verificando a vossa boa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.

6Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele,

7nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças.

8Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;

9porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade.

10Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade.

11Nele, também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo,

12tendo sido sepultados, juntamente com ele, no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.

13¶ E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos;

14tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz;

15e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.

16¶ Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados,

17porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo.

18Ninguém se faça árbitro contra vós outros, pretextando humildade e culto dos anjos, baseando-se em visões, enfatuado, sem motivo algum, na sua mente carnal,

19e não retendo a cabeça, da qual todo o corpo, suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos, cresce o crescimento que procede de Deus.

20Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças:

21não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquiloutro,

22segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem.

23Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.