Esta cerimônia normalmente é realizada durante um culto na Igreja. A
Santa Ceia também recebe outras designações, tais como Ceia do Senhor,
Mesa do Senhor, Comunhão, Sacramento do Altar.
1. Palavras introdutórias (Mt 26.26-29)
Podem ser ditas enquanto é preparada a mesa para a Ceia, conforme o
costume da Igreja. Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoandoo, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu
corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos
discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o
sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de
pecados. E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da
videira, até aquele dia em que o hei de beber, novo, convosco no reino de
meu Pai.
2. Leitura responsiva da Palavra de Deus (1 Co 10.16-17; 1 Co
11.26,28; Ap 5.12-13)
Dirigente: Porventura, o cálice da bênção que abençoamos não é a
comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é a comunhão do
corpo de Cristo?
Igreja: Porque nós, embora muitos, somos unicamente um pão, um só
corpo; porque todos participamos do único pão.
Dirigente: Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o
cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha.
Igreja: Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e
beba do cálice.
Dirigente: Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza,
e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.
Igreja: Aquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a
honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém.
3. Distribuição da Santa Ceia
Durante a distribuição da Ceia podem ser cantados alguns hinos, por um
grupo musical ou por toda a Igreja. Algumas Igrejas preferem guardar um
momento de silêncio para a oração e a reflexão individual.
4. Oração
5. Bênção (Fp 4.7)
Dirigente: E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o
vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.
Igreja: Amém.

FONTE: BÍBLIA DO OBREIRO