494 JERUSALÉM CELESTIAL

1
Jerusalém celestial,
Mansão de paz tão divinal!
De jaspe tem muro em redor;
Onde é a luz, o meu Senhor.

Jerusalém, mansão de luz,
Jerusalém de meu Jesus!
Cidade que p’ra nós fez Deus;
Eterna glória para os filhos seus.

2
Um rio tem. e qual cristal,
Cuja água faz ser imortal;
As árvores lá mui belas são,
E pra curar oh! servirão.

3
Ali não há mais pranto e dor;
A maldição não tem vigor;
A noite foi e não vem mais;
O sol raiou, passaram os “ais”.

4
Ali verei o meu Senhor,
Contemplarei seu resplendor,
E cantarei o seu louvor
Em gratidão e com fervor.

Autor: S.N Samuel Nyström

CIFRA

Tom: Si b maior

     Bb                          F          Bb
Jerusalém celestial, / Mansão de paz tão divinal!
          Bb                             C            F
De jaspe tem muro em redor; / Onde é .a luz, o meu Senhor.
       Bb            Eb
Jerusalém, mansão de luz,
       F           Bb
Jerusalém de meu Jesus!
        Bb                Eb
Cidade que p 'ra nós fez Deus;
         F                    Bb
Eterna glória para os filhos seus.
        Bb                               F         Bb
Um rio tem, e qual cristal, / Cuja água faz ser imortal;
            Bb                          C              F
As árvores lá mui belas são, / E p'ra curar oh! servirão.
         Bb                           F               Bb
Ali não há mais pranto e dor; / A maldição não tem vigor;
         Bb                            C                 F
A noite foi e não vem mais; / O sol raiou, passaram os "ais".
      Bb                           F          Bb
Ali verei o meu Senhor, / Contemplarei seu resplendor,
         Bb                     C              F
E cantarei o seu louvor / Em gratidão e com fervor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima