UM  PANORAMA  DOS  ÚLTIMOS  TEMPOS. 
986. A GRANDE TRIBULAÇÃO.
As seguintes passagens falam sobre a grande tribulação que também é chamada de: “tempo de angústia para Jacó”.
Jr. 30:7; Dn. 9:27; 12:1; Jl. 2:1-11; Mt. 24:15-25; Mc. 13:14-23; 1 Ts. 1:10; Ap. 3:10; 7:14.
1. A grande tribulação será: A maior das tribulações de Deus.
Atingirá principalmente Israel como castigo pela crucificação do Seu Filho. Deus vingar-se-á de Israel.
2. O tempo da grande tribulação.
Somente poderá ser quando Israel tiver novamente o seu templo e culto; porque o abominável da desolação estará no lugar santo, isto é, no templo. Mt. 24:15-21.
3. A grande tribulação abrange:
A segunda metade da 70é semana de Daniel, isto é, 3½anos = 1260 dias ou 42 meses. Dn. 7:25; Ap. 12:14.
4. Os instrumentos da grande tribulação.
A trindade satânica.
5. O final da grande tribulação.
O Senhor a finalizará com Sua vinda em poder e glória. Ap. 19:11 ss.
987. EXEMPLOS E INDÍCIOS DO ARREBATAMENTO NO ANTIGO TESTAMENTO.
O que lemos no Antigo Testamento a respeito do arrebatamento?
1. Enoque profetizou o juízo vindouro, porém foi arrebatado antes que o mesmo chegasse. Gn. 5:24; Jd. 14,15.
2. Ló foi guardado da destruição de Sodoma. Gn. 19:15,25.
3. Elias foi arrebatado em um carro de fogo. 2 Rs. 2:11.
4. Antes de os egípcios morrerem no Mar Vermelho, o Senhor colocou o povo de Israel em segurança. Ex. 14:15 ss.
988. OS VENCEDORES DA GRANDE TRIBULAÇÃO. AP. 7.
Todos os filhos de Deus passam por tribulações, mas para alguns Deus reservou um sofrimento maior. At. 9:16; 2 Ts. 1:4,5.
1. A grande multidão dos glorificados.
João viu os vencedores da grande tribulação diante do Trono de Deus. Crentes de todas as nações, que durante a grande tribulação perderem a sua vida. Vv.9,13,14.
2. Sua posição privilegiada.
a) Foram libertos dos seus sofrimentos.
b) Estão perante o Trono de Deus. V.9.
c) Louvam a Deus e ao Cordeiro. V. 10.
3. Sua rica recompensa. Vv.16,17.
a) Jamais terão fome.
b) Nunca terão sede.
c) Estarão em segurança com Cristo.
d) O eterno Pastor guiá-los-á para as fontes da água da vida.
e) Deus enxugará toda lágrima.
989. A VOLTA DE JESUS.
1. A vinda do Senhor baseia-se na:
a) Sua promessa. Jo. 14:3.
Davi, no Salmo 40, profetizou que Ele viria. Ele veio uma vez, portanto cumprirá Sua palavra na segunda vez.
b) Palavra dos anjos. At. 1:10,11.
c) Palavra do apóstolo Paulo. 1 Ts. 4:13-18; 1 Co. 15:51-58.
2. Para quem é a vinda de Cristo?
Para todos os que são nascidos de Deus, e se tornaram novas criaturas.
3. Como será Sua vinda.
a) O próprio Senhor virá nos ares.
b) A trombeta do Senhor entoará.
c) Os mortos em Cristo ressuscitarão.
d) Os filhos de Deus, que ainda vivem, serão transformados, não despidos, mas revestidos. 1 Co. 15:51; 2 Co. 5:4.
4. O final glorioso.
a) A ascensão conjunta. 1 Ts. 4:13 ss.
b) Estaremos para sempre com o Senhor.
c) Seremos reunidos com aqueles que morreram no Senhor.
d) A grande vitória. 1 Co. 15:55.
990. EIS QUE VEM COM AS NUVENS. AP. 1:7.
1. A certeza da vinda de Cristo.
Eis que vem. Quem deseja ir ao encontro dEle, precisa antes de tudo reconhecê-lO e aceitá-lO. Jo. 1:12,29.
2. A majestade de Sua vinda.
Ele virá nas nuvens conforme predisse e como também voltou ao céu. At. 1:11; Mt. 24:30; 26:64.
3. Seus acompanhantes.
Todos os Seus santos, aqueles que anteriormente foram ressurretos e arrebatados, e Seus santos anjos. Ap.19:14.
4. As testemunhas da Sua vinda.
O aflito povo de Israel e os povos que se reunirão em guerra contra Israel e Cristo.
Israel irá se alegrar e os outros irão suplicar. Is. 25:9; Ap. 6:15-17.
5. Um resultado especial deste grande evento.
a) Israel converter-se-á na vinda do Senhor. Zc. 12:10.
b) Após o pranto virá o perdão. Zc. 13:1.
c) A vinda de Cristo em poder e glória não será para a igreja, pois ela já terá sido arrebatada e voltará com o Senhor para a terra.
991. UMA TERRÍVEL REUNIÂO DE ORAÇÃO NAS CAVERNAS. AP. 6:12-17.
1. São muitos os que participarão dela. V.15; Sl. 73:3-12.
2. O horário da sua oração:
Não será no dia da salvação, mas no dia do juízo, quando já for tarde demais.
3. O lugar da sua reunião:
Nas cavernas e nos penhascos dos montes. V.15; Jr. 23:24; Am. 9:2,3.
4. Para quem eles oram?
Não a Deus, a quem rejeitaram.
5. O motivo da sua oração:
O medo da ira do Cordeiro.
6. O resultado da sua oração:
Nenhum atendimento. Pois Aquele que habita nos céus, o Senhor, zomba deles. Sl. 2:4.
992. O SENHOR VINDOURO. MT. 25:1-30.
O Senhor voltará de uma longa viagem e exigirá prestação de contas dos Seus administradores. 2 Co. 5:10.
1. Após um longo tempo. V.19.
Muito tempo passou-se desde que o Senhor foi assunto ao céu. Este longo tempo chegará ao fim, então haverá prestação de contas. Rm. 14:12; 1 Co. 3:12-16; Cl. 3:24,25.
2. O Senhor que prova.
Ele aparecerá inesperadamente. Os servos fiéis saudá-lO-ão com grande alegria, aqueles que muitas vezes fizeram o seu trabalho com lágrimas. Os servos infiéis, ao contrário, recebê-lO-ão com consciência pesada.
3. O Senhor que recompensa.
A recompensa é múltipla e consiste:
a) Num elogio público. V.21; 1 Co. 4:5.
b) Num grande galardão. Cada um recebeu o dobro. Vv.20,22.
c) Na comunhão honrosa. V.21. 
4. O juízo sobre os infiéis.
A sua desculpa desonesta: “Senhor, sabendo que és…” V.24.
Isto não era verdade, porque ele teve somente pensamentos maus sobre Seu Senhor e não conheceu o Seu coração amoroso. Muitos se intitulam servos de Deus, mas não conhecem o Seu Senhor.
“Eu estava receoso”. Por que? A má consciência o acusava.
a) O Senhor o repreendeu. V.26.
b) Seu talento foi tirado. V.28.
c) Seu destino foi horrível. V.30.
993. OS CINCO MAIORES JUÍZOS. EC. 12:14.
1. O juízo sobre o nosso pecado.
É o maior e o mais abençoado juízo. Ele caiu pela vontade de Deus sobre Seu Filho, quando tomou sobre si, na cruz, os nossos pecados. Rm. 4:25; 2 Co. 5:21; Gl. 3:13; 1 Pe. 2:24.
2. O juízo sobre as obras dos crentes. 2 Co. 5:10.
Acontecerá após o arrebatamento da igreja. Lucro ou perda será o resultado deste juízo. l Co. 3:13-15.
3. O juízo sobre o povo de Israel. Mt. 24.
Acontecerá através de muitas perseguições durante a grande tribulação. Deus julgará o Seu povo por rejeitar Seu Filho. Nesse período de juízo, alguns se converterão. Ap. 1:7.
4. O juízo de Deus sobre as nações. Mt. 25:31-46.
Realizar-se-á na vinda de Cristo em glória Ap. 19:11-15; 2 Pe. 3:7.
Então Deus julgará as nações por causa das crueldades cometidas contra Israel, porque Ele chama Israel de Seus irmãos.
5. O último juízo de Deus será sobre os mortos. Ap. 20:11-15.
Será perante o trono branco e todos, cujos nomes não estão escritos no livro da vida, serão lançados para dentro do lago de fogo.
994. ISRAEL E AS NAÇÕES NO TEMPO FINAL. AT. 15:13-21.
Esta breve mensagem do apóstolo Tiago é um resumo da reunião dos apóstolos e presbíteros e ao mesmo tempo uma citação de Amós 9:11-15. Ela contém o plano de Deus com a igreja, com Israel e com as nações.
1. A igreja.
É o povo que Deus escolhe agora. V. 14. O Senhor ajunta a Sua 1greja, que é Seu corpo.
Quando o número estiver completo, Ele virá buscá-la.
2. Israel.
Após o arrebatamento, o Senhor levantará o tabernáculo destruído de Davi e começará novamente com Israel para cumprir as muitas promessas desde Abraão, até o último profeta, e para estabelecer o milênio. Antes, porém, Israel arrepender-se-á e aceitará o Senhor que outrora entregou à morte. Zc. 12:10; Ap. 1:7.
3. As nações.
Finalmente, Tiago fala do restante das nações. Deus lembrar-se-á das nações enganadas pelo anticristo e irá visitá-las e restaurá-las. At. 3:19-21.
A promessa a Abraão cumprir-se-á. Gn. 12:3; 28:14.
Toda terra será cheia do conhecimento do Senhor. Is. 2:11; 10:12; 60:5; 66:23.
995. O MILÊNIO.
1. “Venha o Teu Reino!”
a) Milhões de pessoas fazem esta oração, mas muitas vezes sem refletir nas palavras.
b) Os discípulos esperam pelo Seu Reino. At. 1:6.
c) O princípio deste Reino será a exaltação do Filho. Fp. 2:9-11.
2. Quando este Reino começará?
Quando o Senhor vier em poder e glória, conforme Ap. 19; Sl. 2; 8; 24; 45; 72; 110; Is. 11; 12; Dn. 2:44.
3. A finalidade do Reino.
A restauração de Israel e o cumprimento da missão que lhe foi confiada. O Pai dará ao Filho o trono de Davi e as nações como Sua herança. Lc. 1:32; Sl. 2; 110; Ap. 11:15-18.
4. A forma de governo deste Reino.
Será teocrática. Sl. 2; 110.
5. O centro do governo.
Será Jerusalém, com seu templo reconstruído. Ez. 43:1-7a; 48:35; Gl. 4:26.
6. O alvo supremo.
A Nova Jerusalém. Hb. 12:22; Ap. 21:2,10.
996. A BÊNÇÃO GLOBAL DO MILÊNIO.
As bênçãos deste Reino vindouro são múltiplas e praticamente indescritíveis.
1. O renascimento da terra.
Ela é a restauração citada por Pedro At. 3:19-21.
2. Israel receberá bênçãos especiais.
O Reino será grande e estender-se-á do Nilo até o Eufrates. Israel assentar-se-á debaixo da sua vide e figueira. Zc. 3:10.
3. Entre os povos haverá paz.
Não haverá mais guerras. Is. 2:4; Mq. 4:3.
4. Grande será a bênção sobre a natureza. Is. 35:1-3; 41:18-20.
a) A maldição estará eliminada. Ez. 34:25-29; 36:33-36.
b) A terra produzirá muitos frutos. Am. 9:13; Is. 55:13; Jl. 2:24,25.
c) No mundo animal haverá grandes mudanças. Is. 11:6-9; 65:25.
d) A criação almeja esse dia. Rm. 8:19-22.
5. Cada indivíduo será grandemente abençoado. Is. 65:20-22.
6. As razões destas bênçãos.
a) Cristo governará o mundo e todas as promessas feitas se cumprirão.
b) Satanás estará preso no abismo e não poderá destruir mais nada.
997. O TRIBUNAL DE CRISTO. 2 CO. 5:10.
Será um juízo de recompensa e se refere somente á Igreja arrebatada. Não envolverá a perdição eterna. O Senhor recompensará as obras que Seus filhos realizaram por amor a Ele. Hb. 6:10; 10:32-34.
1. O dia do juízo.
a) Paulo também o chama de o Dia de Cristo. 1 Co. 1:8; 2 Co. 1:14; Fp. 1:6.
b) O juízo começa na casa (povo) de Deus. 1 Pe. 4:17.
2. Os julgados.
Somente os filhos de Deus. 2 Co. 5:10.
3. O Senhor exigirá prestação de contas sobre:
a) Nosso tempo. Ef. 5:16.
b) Nossas dons e capacidades. 1 Co. 12:11.
c) Os talentos a nós confiados. Mt. 25:19.
d) Nossas negligências. Mt. 25:44-46; Tg. 4:17.
4. Uma necessidade séria:
Aquilo que acedamos aqui com Deus, lá não aparecerá mais. l Jo. 1:9; Sl. 32:5.
998. UMA RICA RECOMPENSA NO CÉU. 1 Co. 3:8; HB. 6:10.
A Escritura fala sobre:
1. Uma coroa incorruptível.
Ela será dos que correm incessantemente para o alvo. 1 Co. 9:24-27.
2. A coroa da vida.
Será dada, pelo Senhor, aos que sofreram por Sua causa. Tg. 1:12; Ap. 2:10.
3. A coroa da justiça.
Será daqueles que amam a Sua vinda. 2 Tm. 4:8.
4. A coroa do reconhecimento. 1 Ts. 2:19; Fp. 4:1.
Será dada a todos os ganhadores de almas.
5. A coroa da glória. 1 Pe. 5:4.
O Senhor dará aos pastores fiéis.
6. A coroa de ouro. Ap. 4:4.
Ela é o enfeite dos anciões.
999. O FUTURO DA PALESTINA. EZ. 36:6ss.
1. Há uma nação que Deus chama de Seu povo. Êx. 19:5,6.
2. Uma terra que Deus chama de santa. Zc. 2:12; Gn. 17:8.
3. Uma cidade chamada de cidade querida. Ap. 20:9.
4. Um monte que Deus honrou em especial. At. 1:12.
5. Um templo que será reedificado. Ez. 40.
6. Um trono sobre a terra sobre o qual o Senhor assentar-se-á. Lc. 1:32,3 3.
7. Um homem, em que os planos de Deus para Israel realizar-se-ão, o Filho de Davi. Rm. 1:3.
1000. O DIA DO SENHOR.
1. Não será um dia de 24 horas, mas um período de juízo entre o arrebatamento e o milênio. Is. 2:12-21.
2. Este dia chegará repentinamente. l Ts. 5:2; Ap. 3:3.
3. Ele julgará a todos que rejeitaram a Cristo. 2 Ts. 1:8-10; 2:7-12.
4. Ocasião em que a besta e o falso profeta serão lançados no lago de fogo. 2 Ts. 2:8; Ap. 19:20.
5. A grande meretriz será julgada. Ap. 17; 18.
6. Satanás será lançado no abismo durante mil anos. Ap. 20:3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *