Santo Lugar
O que era o Santo Lugar?
Era a segunda das três áreas existentes no Tabernáculo.

O que representa?
A nossa alma, pois é ali que entramos na presença de Deus. À medida que o sacerdote avançava no Tabernáculo, mais perto de Deus
estava. Enquanto que o Pátio representa o nosso corpo, o Santo Lugar representa a nossa alma e o Santo dos Santos, o nosso espírito.

Como era constituído o Santo Lugar?
Na entrada encontravam-se cinco colunas, representando os cinco Livros da Lei: Génesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronómio.
Todos os objectos existentes no Santo Lugar eram feitos de ouro, que simbolizava a divindade, a realeza e a eternidade, ou seja, Deus.
Dentro do Santo Lugar existiam apenas três elementos: a Mesa dos Pães, o Candelabro e o Altar do Incenso.

1.º ELEMENTO – Mesa dos Pães
O que significava?
Este elemento – que estava colocado no lado norte da tenda, ou seja, no lado direito da porta de entrada do Santo Lugar – significava o alimento que provém de Deus para saciar a “fome” do Seu povo. O pão representa Jesus, como o Próprio disse: “Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.” (Jo 6.35). Em hebraico estes pães eram chamados “pães do rosto”, da propiciação, pois representavam a presença de Deus.
Só se encontravam pães nesta mesa?
Não. Na Mesa dos Pães eram colocados doze pães sem fermento, um por cada tribo (das doze de Israel eleitas por Deus) e o vinho, representando o sangue de Cristo.

Quem é que podia comer e beber destes alimentos?
Era proibido que outra pessoa que não fosse sacerdote tocasse ou preparasse o pão e o vinho. O que nos relembra a Santa Ceia, onde apenas os sacerdotes, ou seja, os discípulos, participavam juntamente com Cristo.

2.º ELEMENTO – Candelabro
O que era?
Era uma peça única, feita de ouro, também chamado de Menorá. Era colocado no lado esquerdo do Santo Lugar, isto é, no lado sul da tenda. O Candelabro tinha sete hastes (representando o Espírito de Deus; o sete também era o número da perfeição). A sua forma e desenho fazem lembrar a amendoeira – a primeira flor que brota, na Primavera, em Israel – e representa o renascimento. O Menorá estava permanentemente aceso para iluminar o Santo Lugar. “Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz, a saber, a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo o homem.” (Jo 1.8,9).
Quem é que mantinha o Candelabro aceso?
Aos sacerdotes cabia a responsabilidade de, pela manhã e pela tarde, manter as lâmpadas cheias de óleo (acesas) e com os pavios aparados. O Candelabro era aceso apenas com o azeite da oliveira, também chamado de óleo da iluminação.
A luz que procedia do Menorá tinha algum significado?
Sim. Essa luz simboliza Jesus, pois Ele é a “luz do mundo”. “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.” (Jo 8.12).

3.º ELEMENTO – Altar do Incenso
Onde é que estava localizado?
Esta última peça do Santo Lugar, que era feita de madeira de acácia e banhada em ouro, estava localizada em frente ao véu que separava o Santo Lugar do Santo dos Santos.

Para que servia?
O Altar do Incenso era o local onde o sacerdote queimava o incenso, pela manhã e pela tarde, para o Senhor. O incenso queimado simboliza as orações feitas pelo povo de Deus.
Qual é a diferença entre as orações feitas no Pátio e no Santo Lugar?
As orações feitas no Santo Lugar têm uma grande diferença das que são feitas no Pátio. Enquanto que neste último oramos por nós mesmos, no Santo Lugar oramos para agradar ao Deus Eterno, pois só Ele satisfará os desejos do nosso coração.

Centro de Ajuda Espiritual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *