O Tabernáculo
Como é que era composto o Tabernáculo?
Assim como nós somos Corpo, Alma e Espírito, o Tabernáculo também era composto por três partes: o Pátio; o Santo Lugar e o Santo dos Santos.
Como é que era composto o Tabernáculo?
Assim como nós somos Corpo, Alma e Espírito, o Tabernáculo também era composto por três partes: o Pátio; o Santo Lugar e o Santo dos Santos.
O Tabernáculo era um templo fixo?
Não. O Tabernáculo era um santuário portátil, que era desmontado sempre que o povo de Israel se deslocava. Quando se estabeleciam em algum lugar, o Santuário era, novamente, montado.
Como é que ele era montado?
Sempre que se procedia à montagem do Tabernáculo, esta era feita de dentro para fora, ou seja, do Santo dos Santos para o Pátio, simbolizando a forma como Deus opera na vida do ser humano: a partir do seu interior.
Segundo a Bíblia, a tarefa de montar e desmontar o Tabernáculo cabia apenas aos levitas. “Faze chegar a tribo de Levi e põe-na diante de Arão, o sacerdote, para que o sirvam, e tenham cuidado da sua guarda e da guarda de toda a congregação, diante da tenda da congregação, para administrar o ministério do tabernáculo, e tenham cuidado de todos os utensílios da tenda da congregação e da guarda dos filhos de Israel, para administrar o ministério do tabernáculo.” (Ex 3. 6-8).
Quem o mandou construir?
Deus, quando o povo de Israel saiu do Egipto em direcção à Terra Prometida, mandou Moisés construir o Tabernáculo. “E me farão um santuário, para que eu possa habitar no meio deles.” (Ex 25.8).
Como é que foi construído?
O Tabernáculo foi construído através da oferta do povo hebreu. “Fala aos filhos de Israel que me tragam oferta; de todo o homem cujo coração o mover para isso, dele recebereis a minha oferta. Esta é a oferta que dele recebereis: ouro, e prata, e bronze, e estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pêlos de cabra, e peles de carneiro tintas de vermelho, e peles finas, e madeira de acácia, azeite para a luz, especiarias para o óleo da unção e para o incenso aromático, pedras de ónix e pedras de engaste, para a estola sacerdotal e para o peitoral.” (Ex 25. 2-7). Como no passado, ainda hoje os templos são construídos graças à oferta do povo. De outra maneira não seria possível.
Para que é que servia?
Naquela altura, o Tabernáculo era o elo de ligação entre Deus e o Homem. Era utilizado pelo povo hebreu como local de culto a Deus e era através deste que Deus se fazia presente no meio do Seu povo. Para além disso, também era o símbolo do relacionamento e da intimidade do ser humano com Cristo. “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração (…). Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.” (Hb 10.19-23).
Quem é que podia entrar no Tabernáculo?
No Antigo Testamento, apenas os sacerdotes podiam entrar no recinto do tabernáculo. Os oradores leigos tinham que permanecer fora da cerca externa, a menos que tivessem permissão para levar os seus sacrifícios até ao Altar, situado no Pátio.

Fonte: Igreja Universal do Reino de Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *