DINÂMICAS DE APRESENTAÇÃO
A técnica de apresentação em dinâmicas de grupo funciona como
mecanismo facilitador e tem como objetivo atenuar as formalidades do
momento inicial do relacionamento em grupo, induzindo seus membros a se
colocarem diante dos demais de maneira descontraída, através de estímulos
adequados.

DINÂMICA: CARTÕES E BALÕES
Número de participantes: até 40 participantes
Tempo de duração: 45 minutos
Objetivos:
Geral: Favorecer a apresentação do grupo
Específico: A partir de um estímulo verbal, promover a descontração
dos membros do grupo e sua conseqüente apresentação.
Material: bolas de sopro (coloridas); cartões coloridos; lápis hidrocor e
papel ofício.
Desenvolvimento:
1- Enumerar uma série de cartões coloridos e no seu verso
escrever a seguinte ordem: “Estoure uma bola da cor do seu
cartão”
2- Encher as bolas coloridas e introduzir em cada uma delas papéis
chaves contendo frases pitorescas, alusivas à apresentação dos
membros do grupo.
3- Dispor as bolas no centro da sala.
4- Formar um círculo em volta das bolas coloridas.
5- Dispor os cartões coloridos em uma mesa e solicitar aos
participantes que escolham cada um o seu cartão.
6- Convidar o portador do cartão de número 1 para que, no centro
do círculo estoure uma bola da mesma cor do seu cartão de
acordo com a ordem expressa no verso.
7- Estourada a bola, o papel chave que estava no seu interior
deverá ser lido em voz alta e atendida sua solicitação.
8- O procedimento continua com a pessoa do cartão de número 2,
e continua até que todos tenham se apresentado.
Sugestões para as frases:
– Como devemos chamar você?
– Escolha alguém do grupo e apresente-se formalmente a
essa pessoa.
– Qual sua expectativa com relação a esse curso?
– O que você espera receber deste grupo? Etc…
——————————————————————-
DINÂMICA: Encontro
MATERIAL: Gravador. CD com música suave. Textos (formando pares
idênticos) selecionados das Sagradas Escrituras.
OBJETIVO: Abertura dos trabalhos. Promover a Integração entre os
participantes. Criar um clima espiritual e amoroso.
DESENVOLVIMENTO:
1- Grupo em círculo, sentados. Colocar uma música harmonizante de fundo.
O Facilitador distribui os textos, tendo o cuidado de verificar que vai ser possível
formar pares.
2- O Facilitador explica que, dois a dois, os participantes receberam textos
idênticos e que devem caminhar pela sala buscando encontrar o seu par, ou seja,
aquela pessoa que tem o texto igual ao seu.
3- Após terem sido encontrados os pares, será dado um tempo de 5 minutos para
que conversem aos pares trocando informações, tais como: nome; de onde veio;
a que instituição pertence; que coisas mais gosta de fazer; o que espera do
encontro.
4- Feito isso, o facilitador escolhe um participante que iniciará as apresentações,
apresentando seu par ao grupo. Na apresentação, seguir o modelo: “Amigos,
tenho o prazer de lhes apresentar ……………………, que é uma pessoa (dizer uma
qualidade que identificou na pessoa) e continuar a apresentação.
5- A apresentação continua com cada dupla apresentando-se um ao outro, até
que todos tenham sido apresentados.
6- Avaliação: solicitar aos participantes que expressem seus comentários sobre a
dinâmica. O que acharam da dinâmica, seus objetivos, etc.
———————————————————————-
DINÂMICA: CARTAZ
MATERIAL: Papel e lápis (podem ser lápis coloridos)
OBJETIVO: Favorecer a desinibição; aprofundar o conhecimento entre os
membros do grupo;
DESENVOLVIMENTO:
1- Distribuir papel e lápis para cada participante do grupo, que estará posicionado
em círculo.
2- Orientar que cada pessoa deverá fazer um desenho – qualquer desenho – que
represente algo de si. Não importa que não se saiba desenhar; deve ser bastante
espontâneo.
3- Marcar um tempo de dez minutos para cada um confeccionar o seu cartaz.
4- Uma vez concluídos os cartazes, cada pessoa deve sair do seu lugar, mostrar o
cartaz, de forma visível, aos demais membros do grupo e proceder a sua
apresentação: nome e explicação do desenho e sua expectativa com relação ao
curso.
5- Plenária:
Ao final, o facilitador dá oportunidade para quem quiser fazer mais alguma
referência a alguém acerca de sua apresentação. Cada um também fica livre para
expressar o que achou da dinâmica. Se sentiu alguma dificuldade, por que? Qual
foi o objetivo da dinâmica?
——————————————————————————————-
DINÂMICA: Expectativas e Metas
MATERIAL: Fundo musical calmo e relaxante.
OBJETIVO: Ajudar o facilitador a trabalhar mais realisticamente as
expectativas do grupo; aliviar tensões do primeiro contato grupal.
DESENVOLVIMENTO:
1- Após se apresentar, o facilitador pede que cada participante faça o
mesmo:
– dizendo o nome que gostaria de ser chamado;
– quais as suas expectativas em relação ao curso;
– que metas pretende atingir na companhia do grupo;
– e, ao término do curso, o que espera ter aprendido e o que pretende
fazer, etc
——————————————————————————————————–
DINÂMICA: Este Sou Eu
MATERIAL: Uma tira de papel bem larga para cada participante. Lápis
de cor, hidrocor, giz de cera, etc.
OBJETIVO: Propiciar uma apresentação dos membros do grupo.
Integração. Propiciar clima de descontração e maior conhecimento
entre os participantes.
DESENVOLVIMENTO:
1- O Facilitador distribui as tiras de papel para os participantes
solicitando que escrevam no centro do papel o seu nome de forma
bem legível.
2- Após cada participante ter escrito o nome, solicitar que desenhe na
parte superior direita um símbolo que o represente.
3- Feito isso, solicitar que cada participante escreva na parte superior
esquerda uma qualidade sua ou uma qualidade que ele mais admira
nas pessoas.
4- Solicitar que cada participante escreva na parte inferior direita o que
mais gosta de fazer.
5- E na parte inferior esquerda um lugar onde gostaria de estar.
3- Após todos terminarem, o facilitador pede a cada participante que
apresente ao grupo o que registrou em sua tira de papel: seu nome,
símbolo, qualidade, o que mais gosta de fazer, onde gostaria de
estar.
4- Comentários dos participantes sobre a dinâmica.
——————————————————————————————–
DINÂMICA: A ÁRVORE
Objetivos: Conhecimento, apresentação e integração do grupo.
Material: uma folha de papel em branco para cada participante.
Lápis, caneta ou pincel.
Desenvolvimento:
· Cada participante recebe uma folha de papel.
· O facilitador motiva para que acompanhem o processo do
desenho e façam por etapas, conforme vai indicando:
a)Desenhe a raiz de uma árvore e coloque aí a data de seu
nascimento, o nome de pessoas que marcaram seu passado,
acontecimentos marcantes dos primeiros anos de vida.
b)Desenhe o tronco da árvore e nele anote o que faz sempre (em
que gasta a vida), a motivação que lhe faz crescer.
c)Desenhe folhas, flores e frutos e neles escreva suas esperanças,
sonhos.
d)Dê nome à árvore e escolha outra árvore (colega) com quem irá
partilhar o que escreveu, ou seja a sua árvore (seu eu).
e)Depois, quem quiser pode partilhar a experiência em plenária.
f)Avaliar a dinâmica, partilhar os sentimentos e as descobertas.
——————————————————————————-
DINÂMICA: CÍRCULO MÁGICO
MATERIAL: Gravador. CD com música suave. Balões de gás, cheios, com
mensagens dentro, e pendurados pela sala.
OBJETIVO: Abertura dos trabalhos. Promover a Integração entre os
participantes. Criar um clima espiritual e amoroso.
DESENVOLVIMENTO:
1- Introdução: A forma circular vem nos acompanhando ao longo da história, nas
rodas cantadas, na forma da lua cheia, do sol, da terra e da bola. No Círculo
enxergamos a todos, ficamos no mesmo plano, podemos olhar aqueles que
estão perto de nós e os mais distantes. Não há o primeiro, nem o último. Nele
somos todos iguais. Quando entramos no Círculo não estamos disputando
liderança. Estamos confiando nos amigos.
2- O Facilitador convida todos os participantes a formarem um grande círculo.
3- Facilitador: A mão direita simboliza nossa capacidade de ajudar. Deve estar
por cima da mão esquerda do colega. A mão esquerda recebendo a direita do
outro simboliza nossa necessidade de troca, de receber. Ao mesmo tempo que
podemos ajudar, precisamos receber ajuda. Nenhum de nós é tão forte para
somente ajudar ou tão fraco que somente receba ajuda. A sinergia está no
equilíbrio entre pedir, dar e receber colaboração.
4- Facilitador: vamos estar quase sempre em um grande círculo (nas plenárias);
ou em círculos menores (nos grupos de estudo). Desta forma podemos
trabalhar com mais qualidade, enxergando a todos e tendo oportunidades
iguais de participação.
5- Facilitador: Para facilitar o contato com o momento inicial de nossas atividades
e obter a concentração no aqui e agora, convidamos o grupo para ouvir uma
música, ouvir com o coração, sentindo o momento, podendo os integrantes do
grupo fechar os olhos para uma melhor concentração (sugestão: Bolero de
Ravel)
6- Em seguida cada participante escolhe um balão, estoura, retira e lê a
mensagem que estava dentro do balão para o grupo.
Sugestões de mensagens:
1- Somos todos iguais
2- Expulsemos do Círculo a desmotivação, a competição, o autoritarismo, as
forças negativas.
3- Não perderemos de vista nossa força e nossa união, etc.
———————————————————————————————
DINÂMICA: CARROSSEL MUSICAL
MATERIAL: Gravador. CD com músicas bem animadas.
OBJETIVO: Integração. Promover maior conhecimento de si e do grupo.
Abertura dos trabalhos.
DESENVOLVIMENTO:
1- Participantes de pé. Formar dois Círculos com os participantes, com o mesmo
número de pessoas em cada Círculo, um Círculo dentro do outro. O Círculo de
dentro da roda, fica voltado para fora de modo a formar duplas, frente a frente.
2- O facilitador coloca a música, solicitando que ambos os Círculos girem para o
lado direito, dançando no ritmo da música.
3- Quando o facilitador para a música, o grupo deve parar onde estiver,
procurando posicionar-se frente a frente, formando pares. Cada par deve darse
as mãos, dizer o seu nome para o seu par, e responder a pergunta feita
pelo facilitador (um falar para o outro a resposta).
4- O facilitador coloca novamente uma música e solicita que os Círculos tornem a
girar. Quando o facilitador para a música, repete-se o procedimento anterior,
cada um vai se posicionar na frente de uma pessoa, formando um nova par,
dizer o nome e responder um ao outro a pergunta feita pelo facilitador.
5- Repetir o mesmo procedimento várias vezes, sempre mudando a música e
com perguntas diferentes.
Exemplos de perguntas:
O que mais me deixa feliz é …
O que eu mais admiro nas pessoas é …
O que eu mais gosto em mim mesmo é …
Amigo verdadeiro para mim é aquele que …
A coisa mais importante para mim é…
O que eu mais gosto de fazer é…
A minha diversão favorita é …
6– Plenária:
Cada um expressa o que achou da dinâmica: Gostou? Sentiu alguma dificuldade,
por que? Qual foi o objetivo da dinâmica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *