Doença epidêmica e virótica,
também conhecida como parotidite,
caracterizada por inchaço no pescoço, próximo às amígdalas, acompanhado de dor e febre. O paciente deve ser submetido a rigoroso
repouso, pois ao menor esforço físico, a enfermidade pode degenerar-se em inflamação das mamas
(mastite), do pâncreas (pancreatite)
e dos ovários (ovarite) em pacientes do sexo feminino; e Pancreatite e inflamação dos testículos (orquite)
em pacientes do sexo masculino.
Outro risco é o de surgirem abscessos no pescoço.
No mínimo enquanto durar a doença, evite os alimentos cárneos, os
industrializados e os gordurosos
(frituras, laticínios, margarina, ovos);
substitua-os por alimentação natural, composta de frutas frescas da
época, vegetais e legumes crus e
cereais integrais.

TRATAMENTOS
Plantas
Erva-cidreira • Amassar bem as folhas, adicionar um pouco de sal e
fazer cataplasmas locais. Substituir a cada 2 horas.
Eucalipto • Utilizar carvão de eucalipto em pó. Acrescentar 200 ml de
suco de limão puro. Misturar bem. Aplicar a pasta em forma de cataplasma local, substituindo-a a cada 2 horas.
Jaborandi • Chá das folhas (15 g para 1 litro de água). Tomar 2 xícaras
ao dia.
Lentilha • Triturar 100 g do grão até que se torne pó. Acrescentar 1
xícara de azeite de oliva morno e aplicar cataplasma local
a cada 2 horas.
Tanchagem • Chá das folhas (50 g para 1 litro de água). Fazer gargarejos 3 vezes ao dia.

FONTE: Medicina Alternativa De A a Z

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *