Os canários são pássaros granívoros e, evidentemente, os grãos devem ser
a base de sua alimentação. As sementes mais utilizadas são: alpiste, nabão, aveia,
colza, linhaça e niger, fornecidas em misturas, basicamente na seguinte proporção:



                                         Mistura de Sementes 
                                     Alpiste _________________ 50% 
                                    Colza __________________ 10% 
                                    Niger __________________ 10% 
                                    Nabão _________________ 10% 
                                   Aveia __________________ 10% 
                                   Linhaça ________________ 10%


Além das sementes, a chamada “farinhada” é um complemento nutricional
importante, especialmente na época da reprodução. Atualmente, já existem no
comércio farinhadas e rações balanceadas prontas, de excelente qualidade, próprias para canários, porém ainda há que prefira preparar a sua. Eis uma fórmula:



                                 Ração Balanceada 
                               Germe de trigo ___________ 500 g 
                               Farelo de trigo ___________ 500 g 
                               Aveia descascada e triturada _ 500 g
                               Fubá (branco) ___________ 500 g


2 colheres de sopa de sal e 2 colheres de sopa (10g) de Aminomix.
Servir esta ração na proporção de 3 colheres de sopa para cada ovo
cozido passado na peneira. Dois meses antes da fase de reprodução, juntar à
ração 3 gotas de óleo de fígado de bacalhau não emulsionado, para cada ovo a
ser misturado à ração.



RAÇÃO EXTRUSADA
Como o canário escolhe os grãos que come, por melhor que seja a mistura
não há fórmula de balanceamento que resista, porém atualmente existem rações
extrusadas, corretamente balanceadas para atender as necessidades nutricionais
dos canários e outros pássaros, em cada fase da vida: muda, repouso e reprodução.

        Estas rações substituem por completo o uso de sementes, sendo
recomendada uma transição gradativa de um para outro regime alimentar. Não se
deve abolir totalmente as sementes, pois o canário precisa saber partir sementes
para sobreviver, no caso de participação em exposições ou mudança de criadouro,
onde só exista sementes para se alimentar.



30 – Criação de Canários






























Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *