A  VINDA  DE  CRISTO  A  ESTE  MUNDO.

838. SEU NOME É MARAVILHOSO. IS. 9:6,7.
O Senhor Jesus é a dádiva mais preciosa de Deus. Deus dá ricamente e em todo tempo, mas o Senhor é a dádiva de todas as dádivas. Jo. 3:16; Mt. 2:11; Lc. 2:16,17.
– Uma dádiva gloriosa: uma criança, um filho. Jo. 3:16.
– Uma dádiva pessoal: Ele nos foi dado.
1. Os grandes nomes que Ele tem.
Isaías diz:
a) Seu nome é Maravilhoso. Jz. 13:18.
b) Conselho, Conselheiro: tornou-se para nós Sabedoria. 1 Co. 1:30; Is. 28:29.
c) Deus Forte: Ele recebeu todo poder. Mt. 28:18.
d) Herói: Ele é o grande vencedor. Ap. 19:11 ss.; 6:2.
e) Pai da eternidade: Ele é sempre o mesmo. Hb. 13:8; Ap. 1:8.
f) Príncipe da Paz: Ele é nossa paz. Ef. 2:14.
2. O grande futuro de Cristo.
a) Ele será um grande Rei. Ap. 20:4.
b) Estabelecerá um reino eterno de paz. Sl. 72:1-3.
c) Assentar-se-á sobre o trono de Davi. Lc. 1:32,33.
3. O caminho para este Reino.
a) Através de juízos sobre as nações. Ap. 19:11 ss.
b) Pela justiça. Rm. 14:17.

839. UM MENINO NOS NASCEU. IS. 9:6.
1. Essa criança nascerá de uma virgem na cidade de Belém. Mq. 5:2.
a) Essa promessa cumpriu-se. Mt. 1:22-25.
b) Ele brotou como uma raiz duma terra seca. Is. 53:2.
c) Foi-nos dado para salvação, e não aos anjos. Hb. 2:16.
2. “Um filho se nos deu”. .
a) Ele é a maior dádiva de Deus. Jo. 3:16; Rm. 8:32.
b) Ele é chamado Filho de Deus por causa do seu nascimento sobrenatural e provado como tal através da ressurreição. Rm. 1:4.
3. “O governo está sobre os seus ombros”. Enquanto Ele viveu na terra o seu reino não era deste mundo. Todavia, em breve, Ele irá reinar, porque a autoridade Lhe foi dada sobre toda carne. Jo. 18:36; Mt. 28:18; Fp.2:9-11.
4. “seu nome é Maravilhoso”. Jz.13:18.
a) Ele é chamado de uma criança, mas mesmo assim Ele é o Deus Todo-Poderoso.
b) Ele é maravilhoso tanto na sua pessoa, como nos seus ministérios, porque Ele é rei, sacerdote, profeta, médico, pastor, etc.
c) Ele é singular no amor e no sofrimento, na pobreza e na riqueza.
5. “Conselheiro”.
a) Um profeta dos mistérios. Ap. 3:14-22.
b) Todos podem se valer dos seus conselhos. Tg. 1:5.
6. “Deus Forte”.
a) Ele é chamado o grande Deus. Tt. 2:13.
b) O verdadeiro Deus. 1 Jo. 5:20.
c) Por intermédio dEle, tudo foi criado. Jo. 1:1-3.
d) A quem se deve adoração divina. Hb. 1:6; Ap. 5:12,13.
e) Onisciente, Onipotente, Onipresente. Jo.16:30; Ap. 1:8; Sl. 139:7-10.
7. “Vencedor”. Ap. 19:11-21.
8. “Pai da Eternidade”.
a) O mesmo no passado e no futuro.
b) Ele é o cabeça de uma nova família, todos os crentes são sua posteridade. Is. 53:10.
c) Ele diz: que nós seremos seus filhos. Ap. 21:7.
9. “Príncipe da Paz”.
a) Ele é o príncipe da casa de Davi.
b) O príncipe dos reis da terra, também chamado de Príncipe (Autor) da vida. Ap. 1:5 ; At. 3:15.
c) Em especial, Príncipe da Paz. Todos que nEle crêem têm paz com Deus. Rm. 5:1.
d) Em breve, Ele reinará sobre toda face da terra. Is. 2:4; Sl. 110:1.

840. O QUE NOS ENSINA A HISTÓRIA DO NATAL? MT. 2.
1. Que Deus fala de diversas formas aos homens.
a) Aos sábios, através de uma estrela.
b) Aos pastores, através de anjos. Lc. 2:9.
c) A Simeão, pelo Espírito Santo. Lc. 2:26.
2. Que a verdade deve ser buscada seriamente.
a) Os sábios vieram de muito longe.
b) Os pastores deixaram os rebanhos.
3. Que a finalidade é a adoração a Deus.
Os sábios adoraram-nO pelas suas ofertas. Mt. 2:11.

841. O QUE NOS ENSINA A VISITA DOS MAGOS? MT. 2.
É um grande acontecimento quando nascem príncipes e reis. Um acontecimento infinitamente maior foi o nascimento do Senhor Jesus. Tudo entrou em movimento, céu e terra. Lc. 2; Jo. 1:51; Mt. 2:1,2.
1. A vinda do rei celeste.
a) Como aconteceu. Jo. 1:14; 1 Tm. 3:16.
b) Onde aconteceu. Mq. 5:2.
c) Quando aconteceu. Nos dias do terrível rei Herodes. Mt. 2:1.
2. A procura diligente pelo rei.
É notável que os primeiros a procurarem não foram judeus, mas gentios. Também em Lucas 2:32 são citados primeiro os gentios. Como eles procuraram?
a) Com fé sincera.
b) Eles procuraram com grande seriedade e diligência.
c) Olhando para a estrela.
3. O testemunho claro dos magos e seu efeito.
a) Sobre Herodes: ele alarmou-se. Vv.3,4,7,8.
b) Sobre toda Jerusalém. V.3.
c) Sobre os escribas e principais sacerdotes. V.4.
Encontramos, ali, três grupos que existem ainda hoje:
– Os que procuram a Deus seriamente, como os magos;
– Os inimigos do Senhor, como Herodes;
– E os indiferentes, os mornos, como os escribas.
Encontramos estes três grupos no monte Carmelo. l Rs. 18:21. Os odiosos, como Acabe, os diligentes, como Elias e os indiferentes que coxeavam entre dois lados. Também em Apocalipse 3 os encontramos. Ali o Senhor os chama de frios, de quentes e de mornos.
A que grupo você pertence?

842. OS MAGOS. MT. 2.
1. Sua longa viagem.
Vieram do longínquo oriente e procuraram a Jesus.
2. Encontram-se com o Rei:
a) Com fé sincera.
b) Com grande humildade e em profunda reverência; prostraram-se diante da Criança.
c) Com agradecimento cordial e alegria.
3. Sua gratidão e oferta.
Trouxeram ricas ofertas, ouro, incenso e mirra.

843. ZACARIAS E ISABEL. LC. 1:5 ss.
1. Um casal respeitado.
a) Ambos eram justos. V.6.
b) Andaram irrepreensíveis diante de Deus, como Enoque. V.6.
c) Observaram os mandamentos. V.6.
2. Suas preocupações familiares.
a) Não tinham filhos, como Sara. V.7; Gn. 15:2 ss.
b) Isabel era estéril e tinha idade avançada. V.7.
3. Uma visita da glória celeste.
a) Quando? Enquanto Zacarias oferecia incenso a Deus. V.11.
b) Onde? No santuário, ao lado do altar. V.11.
4. Uma mensagem maravilhosa.
a) Suas orações foram ouvidas. V.13.
b) Sua mulher dará à luz um filho. V.13.
c) Será cheio do Espírito Santo como Elias. Vv.15,17.
d) Será um grande ganhador de almas. Vv.16,17.
5. A incredulidade e suas graves conseqüências.
a) Zacarias não creu, não seguiu o exemplo de Abraão. Gênesis 15:6. Ele duvidou como Tomé. Jo. 20:25.
b) Pediu um sinal e recebeu: ficou mudo. Vv.18-20.
6. O grande dia. Vv.24,25,57.
a) O filho nasceu.
b) Ele foi a alegria e regozijo dos pais. V.58.
7. Um hino de louvor.
Deus soltou a língua de Zacarias para que ele pudesse agradecer pelo atendimento divino.

844. O ANJO GABRIEL.
1. Sua posição privilegiada: diante de Deus. Lc. 1:19; Sl. 103:20.
2. Sua incumbência: foi enviado por Deus. Lc. 1:26.
3. Sua missão: anunciar o nascimento de Jesus Cristo.
4. Sua mensagem: causou espanto. V.29.
5. Sua aparição: foi sublime e animadora. V.30.
6. O conteúdo de sua mensagem: foi o milagre da vinda do Filho de Deus a este mundo. Vv.31-34.

845. A MÃE DO SENHOR.
1. Foi grandemente honrada recebendo a visita de um anjo. Lc. 1:26,27.
2. Foi muito abençoada e favorecida. Lc. 1:28.
3. Ela foi privilegiada entre todos os homens. Lc. 1:31-33.
4. Reconheceu que necessitava de um Salvador. Lc. 1:47.
5. Necessitou de um sacrifício pelos pecados. Lc. 2:22-24.
6. Precisou de assistência. Jo. 19:26,27.
7. Foi fiel na oração. At. 1:14.
8. Sabia que somente Um podia ajudar. Jo. 2:5.
9. Foi cheia do Espírito Santo. Lc. 1:35.
10. Sujeitou-se plenamente à vontade de Deus. Lc. 1:38.

846. MARIA.
Na plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher. Gl. 4:4.
1. Uma aparição celestial.
a) O mesmo Gabriel, que veio da presença de Deus e anunciou o nascimento de João Batista, estava ali diante de uma simples virgem.
b) Sua maravilhosa saudação. Lc. 1:28.
c) Sua rica promessa. Lc. 1:30.
2. A mensagem do anjo.
a) O cumprimento da grande promessa. Is. 7:14.
b) Você dará á luz um filho. Lc. 1:31.
c) Seu nome maravilhoso: Jesus, salvador. Lc. 1:31.
d) Será chamado Filho do Altíssimo. Lc. 1:32.
e) Assentar-se-á no trono de Davi. Lc.1:32.
f) Possuirá um reino eterno. Lc. 1:33.
g) Será chamado Filho de Deus. Lc. 1:35.
3. A humilde e total submissão de Maria.
“Aqui está a serva do Senhor” Lc. 1:3 8. Ela estava preparada para suportar o vexame. Assim também todos que recebem Jesus devem estar. Ela não duvidou como Zacarias, mas creu.

847. UM SALVADOR GLORIOSO. LC. 1:30-33.
1. Seu nome maravilhoso.
a) Jesus, isto é, salvador, Redentor.
b) Filho de Deus, Filho de Davi.
c) Rei de Israel.
d) Livra do medo da morte. Hb. 2:14,15.
e) Salva da ira vindoura. l Ts. 1:10; Jo. 3:36.
f) Libertou-nos deste mundo perverso. Gl. 1:4.
3. Sua grandeza maravilhosa.
a) Ele será grande. V.32.
b) Em sua origem. V.32.
c) Em sua pessoa: maior do que Salomão. Mt. 12:42; 22:44; Is. 9:7; Jo. 1:14; Hb. 1:2-4.
d) Em seu amor. Mt. 18:11; Jo. 13:1.
e) Em seu poder. Mt. 28:18.
f) Em sua vitória final. Is. 53:11,12.
4. Seu futuro glorioso.
a) Outrora Ele foi o mais desprezado. Is. 53:3; Hb. 12:2.
b) Mas, em breve, ocorrerá a grande mudança. At. 2:36; Fp. 2:9-11.
c) Então Ele reinará. Sl. 2; 110.
d) seu reino não terá fim. Is. 9:7.

848. GRANDE ALEGRIA. LC. 1:39-55.
Natal é uma festa de alegria singular. Se os anjos, que não necessitam de salvação, louvam a Deus, quanto mais os nossos corações devem transbordar de gratidão pela maior das dádivas. Lucas começou o primeiro capítulo com três hinos de louvor.
1. O hino de louvor de Isabel. Vv.41-45.
2. O de Maria, que engrandece o Todo-Poderoso. Vv.46-55.
3. O de Zacarias. Vv.67-79.
No capítulo dois temos o hino de louvor dos anjos, a alegria dos pastores e o testemunho comovente do idoso Simeão e da velha Ana. Em Mateus 2 temos a adoração dos magos. Em toda parte vemos grande alegria. Destaquemos alguns pensamentos sobre a alegria de Maria. Ela agradece pela alegria que lhe foi dada.
a) Alegria de coração. V.46. “Minha alma engrandece ao Senhor”.
b) Espiritual. V.47. “Meu espírito se alegrou em Deus”.
c) Da salvação. V.47. ” Em Deus, meu Salvador”.
d) Agradecida. V.48. “Ele contemplou na minha humildade”.
e) Permanente. V.48. “Considerar-me-ão bem-aventurada”.
f) Que engrandece a Deus. V.49. “Porque Ele me fez grandes cousas”.
Alegria de mãe, que satisfaz todas as mulheres, quando o Senhor lhes concede um filho.
Alegria da salvação. O primeiro louvor no Antigo Testamento sucedeu após a saída do Egito. Foi um hino de salvação. Éx.17. Israel foi salvo da escravidão, mas também foi liberto pelo sangue do cordeiro pascal. Também o primeiro hino de louvor no Novo Testamento é de glorificação ao Salvador.

849. UM TESTEMUNHO ALEGRE. LC. 1.
Maria testemunhou alegremente o que o Senhor fez e faz:
1. Ele contemplou na humildade da sua serva. V.48.
2. Fez-me grandes cousas. V.49.
3. Agiu com o seu braço valorosamente. V.51.
4. Dispersou os soberbos. V.51.
5. Exaltou os humildes. V.52.
6. Encheu de bens os famintos. V.53.
7. Amparou a Israel. V.54.
Maria exaltou também a misericórdia e a graça de Deus. V.50.

850. PENSAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO. LC. 2.
1. A primeira oferta do mundo para Jesus foi a estrebaria e a manjedoura.
2. Se você anela por grandeza, então lembre-se da manjedoura de Jesus.
3. Os preguiçosos nunca participam de revelações.
4. As maiores bênçãos estão no cumprimento fiel do dever.
5. Grande alegria é o tom fundamental do evangelho. V. 10.
6. Todos que anunciam a Jesus fazem serviço de anjos. V.13.
7. A maior glória de Deus reflete-se no seu Filho. V.14.
8. A encarnação de Cristo é o maior milagre e a maior amostra do amor de Deus. V.11.

851. UM TELEGRAMA DO CÉU. LC. 2:10-14.
A notícia mais gloriosa que Deus, em todos os tempos, deu aos homens foi este telegrama noturno. Ele trouxe alegria aos homens que viviam nas trevas do pecado e no medo da morte. Quando recebemos um telegrama, logo sabemos que se trata de um aviso importante.
1. O remetente do telegrama. Tt. 2:11; Jo. 3:16.
O Pai no céu.
2. O portador do telegrama.
Um anjo. Em cousas importantes na vida do Senhor, Deus serviu-se de anjos. Assim foi no seu nascimento, na sua ressurreição e na Sua ascensão. Mt. 28:5; At. 1:10,11.
3. Os recebedores do telegrama.
Não os grandes deste mundo, mas os pastores.
4. O conteúdo do telegrama.
a) Leia atenciosamente os 5 versículos.
b) A resposta dos recebedores: “Vamos até Belém”.
5. A confirmação.
a) Eles encontraram tudo conforme o anjo havia avisado. Voltaram com louvor e adoração. At. 8:39.
b) Todo o que não crê, porém, sai entristecido como o jovem rico. Mc. 10:22.

852. A NOTÍCIA MAIS GLORIOSA. LC. 2:10,11.
Quem trouxe a primeira notícia alegre, foi um anjo e o último evangelho também será trazido por um anjo. Ap. 14:6.
1. A notícia do anjo foi:
a) Pessoal: “…hoje vos nasceu o Salvador”. V.11.
b) Oportuna: “Hoje vos…”. 2 Co. 6:2.
c) O lugar da realização desta notícia foi Belém, portanto, o lugar onde os pastores residiam.
2. A grande dignidade do anunciado.
a) Um Rei, o ungido de Deus. Sl. 24:7; Jo. 1:41.
b) Ele é o Salvador, o Redentor. Mt. 1:21.
c) O Senhor.
Como Salvador, veio para nos remir. Como Rei, para nos fazer seus súditos, e como Senhor para ser nosso Senhor e Mestre no serviço.
3. O fruto da notícia dos anjos.
a) Fé sincera: os pastores foram. V.15.
b) Obediência imediata: eles foram apressadamente. V.16.
c) Certeza: encontraram a criança. V.16.
d) Corações felizes, que levaram a boa nova a outros. V.18.
e) Testemunhos agradáveis que comoveram os pais. V.19.
f) Testemunhas entusiasmadas: todos ficaram admirados. V.18.
g) Homens agradecidos: todos louvaram a Deus. V.20.

853. TÍTULOS DO SENHOR EM LUCAS 2:25-34.
O idoso Simeão chamou o Senhor:
1. A consolação de Israel ou a única esperança de Israel.
2. O Cristo, isto é, o Ungido de Deus. V.26.
3. O salvador, o Redentor. V.30.
4. A luz dos gentios (nações). V.32.
5. A glória de Israel, Cristo nossa glória. Jo. 2:11.
6. O alvo de contradição. V.34.

854. SIMEÃO. LC. 2:25-35.
1. Seu caráter: foi justo e piedoso. V.25.
2. Sua atitude: esperou pela vinda do Messias. V.25.
3. Sua preparação: ensinado pelo Espírito santo. V.27.
4. Seu testemunho confessou a vida e a obra de Jesus. Vv.32,33.
5. Sua profecia apontou para a morte de Jesus. Vv.34,35.
6. Sua esperança: morrer na paz do Senhor. V.29.

855. ANA. LC. 2:36-38.
1. Foi uma profetisa. V.36.
2. Foi uma viúva de 84 anos. V.37.
3. Permaneceu na casa do Senhor, no templo. V.37.
4. Serviu a Deus incessantemente. V.37.
5. Orou e jejuou muito. V.37.
6. Foi uma cantora da graça. V.38.
7. Foi uma testemunha da redenção. V.38.

856. UMA ALMA PREPARADA. LC. 2:36-38.
Esta foi Ana. Ana significa graça.
1. Sua origem.
a) Era de Israel, da tribo de Aser, que significa felicidade. Gn. 49:20; Dt. 7:6.
b) Ana viveu em uma época especial. Gl.4:4.
c) Possuiu um revestimento especial (profetisa).
2. Sua posição diante de Deus.
a) Serviu a Deus, através de oração e jejum.
b) Esperou pelo Redentor.
c) Serviu a Deus sem cessar, dia e noite.
3. Seu privilégio.
a) Reconheceu na criança o Redentor.
b) Louvou ao Senhor e testemunhou da sua redenção.

857. O SOL NASCENTE DAS ALTURAS. LC. 1:78; GL. 4:4,5.
1. A missão divina: Deus enviou seu Filho.
2. O momento da missão: na plenitude do tempo.
3. O modo da missão: em humildade, nascido de mulher.
4. O motivo da missão:
a) Para nos resgatar.
b) Para que recebêssemos a adoção de filhos.
c) Para que fôssemos herdeiros de Deus.

858. SETE COISAS MARAVILHOSAS EM TITO 2:11-14.
1. A aparição maravilhosa: a graça salvadora. V. 11.
2. O Deus maravilhoso: o grande Deus e salvador. V.13.
3. A dádiva maravilhosa: Ele deu-se a si mesmo. V.14.
4. Uma obra maravilhosa: a fim de remir-nos. V.14.
5. Um povo maravilhoso: purificado e zeloso de boas obras. V.14.
6. Um futuro maravilhoso: podemos esperar a sua volta. V.13.
7. Uma vida maravilhosa: sensata, justa e piedosa. V.12.

859. A MELHOR DÁDIVA DO NATAL. 2 CO. 9:15.
1. O Senhor Jesus é um presente de Deus. Jo.3:16.
2. Este presente vem do céu.
3. Um presente que faz o coração feliz.
4. Não envelhece, todos os demais perecem.
5. Está sempre conosco. Mt.28:20.
6. Fica cada vez mais belo.
7. Transforma quem o recebe.
8. Um presente que todos podem receber.

860. CRISTO – MESSIAS – NOMES E PROMESSAS NA ANTIGA ALIANÇA.
1. O descendente da mulher, pisará a cabeça da serpente. Gn. 3:15; Gl. 4:4.
2. Um rebento do tronco de Jessé. sobre Ele está o Espírito do Senhor. Is. 11:1ss; 61:1 ss.
3. Um menino, um filho… seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Is. 9:6.
4. O Juiz de Israel. Mq. 5:1.
5. Um renovo justo, um Rei. Seu nome: o Senhor, nossa justiça. Jr. 23:5 ss.
6. O estandarte dos povos. Is. 11:10.
7. Nossa paz. Mq. 5:5.
8. Ele receberá, por herança, as nações e as extremidades da terra por possessão. Sl. 2:8.
9. Um sacerdote eterno, segundo a ordem de Melquisedeque. Sl. 110:4.
10. Um Rei, justo e salvador. Zc. 9:9.

861. EXPRESSÕES DE JESUS SOBRE SI MESMO, COLECIONADAS POR JOÃO.
1. Eu devo fazer as obras dAquele que me enviou. Jo. 9:4; 4:34.
2. Todos que crêem no Filho unigênito não perecerão, mas têm a vida eterna. Jo. 3:16,36.
3. Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Jo. 14:6.
4. O Pai concedeu ao Filho toda autoridade para julgar. Jo. 5:26,27.
5. Eu sou o pão da vida. Jo. 6:35,48.
6. Quem crer em Mim do seu interior fluirão rios de água viva. Jo. 7:38.
7. Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida. Jo. 8:12.
8. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Jo. 8:36.
9. Se alguém guardar a minha palavra, não verá a morte, eternamente. Jo. 8:51.
10. Eu e o Pai somos Um. Jo. 10:30.
11. Eu sou a ressurreição e a vida, quem cré em mim, ainda que morra, viverá. Jo. 11:25.
São tantas as expressões que temos muitos motivos para agradecer a vinda de Jesus a este mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *