Doutrina Cristã
do
Homem
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 2.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM.
PÁGINA
INTRODUÇÃO. 03
I, A CRIAÇÃO DO HOMEM. 03
II, A CONSTITUIÇÃO DO HOMEM. 03
II, 1, A PARTE MATERIAL DO SER HUMANO (CORPO). 04
II, 2, A PARTE IMATERIAL DO SER HUMANO (ALMA E OU ESPÍRITO). 05
II, 3, INTERAÇÃO ENTRE O CORPO E A ALMA. 05
III, A MULTIPLICAÇÃO DO HOMEM. 05
III, 1, A PREEXISTÊNCIA DA ALMA. 05
III, 2, A CRIAÇÃO IMEDIATA DA ALMA. 06
III, 3, A TRANSMISSÃO DA ALMA. 06
IV, O TEMPO DE VIDA DO HOMEM. 06
V, A SEMELHANÇA ENTRE O HOMEM E DEUS. 07
V, 1, A SEMELHANÇA NATURAL ENTRE O HOMEM E DEUS. 08
V, 1, A, CARACTERÍSTICAS DA PESSOA HUMANA. 08
V, 1, A, a, INTELIGÊNCIA. 08
V, 1, A, b, AFEIÇÃO. 08
V, 1, A, c, VONTADE. 08
V, 2, OS PODERES DO SER HUMANO. 09
V, 2, A, O PODER DE PENSAR. 09
V, 2, B, O PODER DE SENTIR. 09
V, 2, B, a, O PODER DE SENTIR FISICAMENTE. 09
V, 2, B, b, O PODER DE SENTIR ABSTRATAMENTE. 09
V, 2, C, O PODER DE QUERER. 09
V, 2, D, O PODER DE PENSAR EM SI MESMO, OU CONSCIÊNCIA PRÓPRIA. 09
V, 2, E, O PODER DE DIRIGIR-SE A SI MESMO, OU DIREÇÃO PRÓPRIA. 09
V, 3, A SEMELHANÇA MORAL ENTRE O HOMEM E DEUS. 10
VI, O HOMEM E SEUS DOIS MUNDOS. 10
VI, 1, MUNDO SUBJETIVO DO HOMEM. 11
VI, 1, A, O HOMEM E AS NECESSIDADES DO MUNDO SUBJETIVO. 11
VI, 1, B, O HOMEM E OS PODERES DO MUNDO SUBJETIVO. 11
VI, 2, O MUNDO OBJETIVO DO HOMEM. 11
VI, 3, A LIGAÇÃO ENTRE OS DOIS MUNDOS. 12
VII, O HOMEM E O PECADO. 13
VIII, A SALVAÇÃO ETERNA DO HOMEM. 13
CONCLUSÃO. 13
BIBLIOGRAFIA. 14
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 3.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM.
INTRODUÇÃO.
Este estudo doutrinário sobre o homem, visa mostrar ao salvo por JESUS
CRISTO, um pouco sobre a revelação de DEUS, acerca da pessoa humana.
Estudemos, portanto, algo do que a BÍBLIA SAGRADA revela acerca
de nós mesmos.
Com toda a certeza, seremos beneficiados com este estudo.
I, A CRIAÇÃO DO HOMEM.
Sobre a criação do homem, o que temos de concreto, é o que a BÍBLIA
SAGRADA nos ensina em Gên¨1:26-27, 2:7, 18-25.
Como podemos ver, em termos imateriais, o homem, foi criado à imagem e
semelhança de DEUS, Gên¨1:26-27.
Em termos materiais, o homem foi criado do pó da Terra, Gên¨2:7.
Como ser social DEUS criou o ser humano, com necessidade bem como, com
condições de sociabilidade, já que, este não foi criado isolado, foi
criado, isto sim, como macho e fêmea, homem e mulher, Gên¨1:27, 2:18-25.
II, A CONSTITUIÇÃO DO HOMEM.
Quanto à constituição do ser humano, há duas correntes de pensamento:
01, DICOTOMISTA.
02, TRICOTOMISTA.
Os dicotomista ensinam que o homem se divide em duas partes, quais sejam:
01, A, CORPO.
02, B, ALMA.
Quanto ao corpo, não há problema, visto que é impossível negar a
existência do mesmo, na vida do ser humano, quanto à alma, há vários
versículos, que falam sobre a alma, referindo-se à parte imaterial do
ser humano, Mat¨11:28-29; Tiago¨5:20; 1ªPed¨1:9; Apoc¨6:9, 20:4.
Os tricotomistas ensinam que o homem se divide em três partes, a saber:
01, CORPO.
02, ALMA.
03, ESPÍRITO.
Esta corrente de pensamento tem base em passagens como,
1ªTess¨5:23; Heb¨4:12.
O minidicionário Aurélio define ALMA e ESPÍRITO, entre outros
significados, como sinônimos.
No conciso dicionário de teologia CRISTÃ a ALMA é, assim, definida:
01, Para as ESCRITURAS a vida, o ser ou a própria pessoa.
Teologicamente, o aspecto espiritual do ser humano.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 4.
Para ALMA HUMANA, temos, no mesmo dicionário:
01, Acredita-se ser uma entidade que é a fonte da vida psicológica e
espiritual do homem. Referindo-se a JESUS, a expressão designa que
sua natureza tanto espiritual quanto natural era humana.
Ainda no mesmo dicionário, para ESPÍRITO, temos:
01, Literalmente, “sopro” ou “vento”, o princípio da vida imputado aos
animais e às pessoas humanas e DIVINAS.
Por todas estas definições, quer do minidicionário Aurélio, quer do
conciso dicionário de teologia CRISTÃ, não encontramos dificuldade
alguma para adotarmos a DICOTOMIA (com isto, não estamos negando ou
abominando a tricotomia).
Como já dissemos, os dicotomistas crêem, defendem e ensinam que o ser
humano é constituído de duas partes, uma, a material (O CORPO) e
outra, a imaterial, (A ALMA, E OU O ESPÍRITO, sem haver distinção
entre os dois).
Tiago¨2:26, nos fala apenas de espírito, porém, também poderia ser
usada a palavra alma, sem qualquer dificuldade, visto que tal troca,
não mudaria o sentido da declaração.
Já que adotamos a dicotomia, temos que; o ser humano, é composto por
duas partes, quais sejam:
01, UMA PARTE MATERIAL (CORPO).
02, UMA PARTE IMATERIAL (ALMA E OU ESPÍRITO).
Vejamos, cada uma delas em particular.
II, 1, A PARTE MATERIAL DO SER HUMANO (CORPO).
A parte material do ser humano, é O CORPO.
Podemos dizer, que o corpo, é o invólucro ou a roupa da alma.
O corpo, pode ser considerado, também, como a oficina da alma.
É através do corpo, que as capacidades imateriais do ser humano, podem
ser detectadas, bem como, demonstradas.
Como nos ensina Gên¨2:7, a parte material do homem foi criada, por
DEUS, do pó da Terra.
A própria ciência, confirma que os elementos materiais dos quais o homem
é composto, são os mesmos que fazem parte da composição do planeta Terra.
No corpo estão concentradas todas as funções orgânicas, bem como,
todos os órgãos dos sentidos, (em número de cinco), com os quais, o
homem tem condições de comunicar-se com o mundo exterior, quer seja,
recebendo ou transmitindo informações.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 5.
II, 2, A PARTE IMATERIAL DO SER HUMANO (ALMA E OU ESPÍRITO).
Gên¨2:7 nos informa que, a parte imaterial do ser humano foi colocada
nele, quando DEUS soprou o fôlego de vida nos narizes do corpo que
havia formado, ou seja, que havia criado do pó da Terra, porém ainda
sem vida, tornando-o, logo após esse sopro, em alma vivente, ou seja,
em homem completo.
Ali estava, agora, um homem completo, dotado de corpo, a parte
material do ser humano, bem como da alma, sua parte imaterial.
Antes do sopro DIVINO, havia apenas um corpo sem vida, o qual, fora
feito do pó da Terra.
Após o sopro DIVINO, ali estava, repetimos, um homem completo, sem
nada lhe faltar.
Já que adotamos, a dicotomia, ao falarmos em alma e ou em espírito,
estaremos nos referindo, sempre à parte imaterial do ser humano, como
podemos ver em Tiago¨2:26.
II, 3, INTERAÇÃO ENTRE O CORPO E A ALMA.
Ainda que o homem completo, seja composto por corpo e alma, há com
toda a certeza, uma interação entre estes dois componentes.
Há um provérbio popular, que diz: O coração mais os olhos, são dois
amigos leais; quando o coração está triste, logo os olhos dão sinais¨!
Este provérbio popular, pode muito bem ser comprovado na BÍBLIA
SAGRADA, em Prov¨12:25, 15:13, 17:22 ;Ecle¨8:1.
III, A MULTIPLICAÇÃO DO HOMEM.
DEUS disse ao primeiro casal humano: “Frutificai e multiplicai-vos, e
enchei a Terra”, Gên¨1:28.
Quanto ao corpo, todos sabemos, mais ou menos, como é gerado um ser
humano, porém, quanto à alma, cremos que a maioria das pessoas não
sabe, pois as dificuldades para descobrir e entender a sua criação,
são enormes, já que não pode ser vista, experimentada, nem explicada
pela ciência.
Já, a teologia se propõe chegar à conclusão correta, porém, não há
unanimidade entre os teólogos, sobre este assunto, visto que, para a
alma, há pelo menos três correntes de pensamento, quais sejam:
01, A PREEXISTÊNCIA DA ALMA.
02, A CRIAÇÃO IMEDIATA DA ALMA.
03, A TRANSMISSÃO DA ALMA.
III, 1, A PREEXISTÊNCIA DA ALMA.
Segundo a teoria da preexistência da alma, DEUS criou, não informam
quando, uma quantidade de almas, as quais, estão esperando a criação
de corpos, para neles serem colocados (encarnarem).
Segundo eles, quando um corpo é criado, ou, durante a sua formação,
uma alma vinda, não sabem, nem afirmam de onde, nem como, entra em tal
corpo, formando desta forma um ser humano completo.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 6.
III, 2, A CRIAÇÃO IMEDIATA DA ALMA.
Os defensores da teoria da criação imediata da alma, ensinam que, o
corpo é criado naturalmente, porém, a alma, é criada por DEUS, e
imediatamente colocada no corpo, no momento da sua criação.
III, 3, A TRANSMISSÃO DA ALMA.
A teoria da transmissão da alma, ensina que, os pais transmitem aos
filhos, toda a natureza humana, ou seja, transmitem, tanto o corpo
quanto a alma.
Desta forma, os pais são pais, tanto do corpo como da alma.
CONSIDERAÇÕES SOBRE ESTAS TRÊS TEORIAS.
01, Se as duas primeiras teorias fossem verdadeiras, haveria, talvez,
uma injustiça, da parte de DEUS, visto que:
02, Todos os homens, segundo DEUS, são pecadores, Rom¨3:23.
03, Ora, se a alma é, nas duas teorias, criada por DEUS, e colocada no
corpo, então, o pecado passa a ser só do corpo, não da alma¨!
04, Se estas duas teorias são verdadeiras, porque necessitaria a alma
da SALVAÇÃO ETERNA¨? 1ªPed¨1:9.
05, A conclusão lógica a que chegamos, é que as duas primeiras
teorias, não condizem com o bom senso, nem com a verdade.
06, A terceira teoria, é a que está de acordo com a verdade, visto que:
07, A semelhança entre pais e filhos, é, tanto física, quanto da alma.
08, O pecado, faz parte da natureza, tanto dos pais, quanto dos filhos.
09, O pecado, continua sendo a triste marca do ser humano.
10, DEUS criou o homem, completo, e com o poder de multiplicar-se, ou
seja, reproduzir-se.
11, A teoria da transmissão, de modo algum desmente, o fato de que
todo o ser humano, é criação de DEUS.
12, Confirma-o, isto sim, ensinando-nos que os pais transmitem aos
filhos, tanto o corpo como a alma, ou seja, a transmissão é integral.
IV, O TEMPO DE VIDA DO HOMEM.
Como já vimos, os descendentes de Adão e Eva têm um início de vida, o
qual, acontece na concepção.
Já o final, este, acontece, apenas no que concerne ao corpo terrestre,
material e visível, Gên¨3:19; Ecle¨3:20; 12:7.
Dissemos, corpo terrestre, material e visível, visto que haverá
ressurreição, tanto dos justos, como dos injustos, ou seja, dos
eternamente salvos, quanto dos eternamente condenados, Dan¨12:2;
João¨5:29, uns para viverem eternamente junto de DEUS, outros
juntamente com o diabo.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 7.
Além disso, o corpo terrestre, material e visível de todos os SALVOS
por JESUS CRISTO, que estiverem vivos, quando o SALVADOR vier buscar a
sua IGREJA, será transformado num corpo incorruptível espiritual e
imortal, 1ªCor¨15:44, 51-54; 1ªTess¨4:16-17.
Já a alma, continua sempre viva e consciente.
É bem verdade, que há certas correntes de pensamento, que crêem e
ensinam sobre a aniquilação total da alma, para quem não satisfizer os
requisitos de DEUS.
Na verdade, há algumas passagens BÍBLICAS, que quando tiradas fora do
contexto geral da BÍBLIA SAGRADA, nos dão tal impressão; vejamos
Jó¨7:8-9; Ecle¨9:5, 10; Is¨26:14.
Estas passagens, realmente nos dão a entender, que há aniquilação
total do ser humano.
Porém, quando juntarmos estas a outras passagens BÍBLICAS, as mesmas,
com toda a certeza, nos darão, outro significado; estejamos, portanto,
atentos e abertos à PALAVRA DE DEUS, para entendermos o que ela, como
um todo, nos diz, afim de nos alicerçarmos na verdade.
Vejamos e comparemos as passagens anteriores, com as próximas,
Dan¨12:2; Mat¨25:46; Luc¨16:19-31¨(23-31); João¨5:29; 1ªPed¨3:18-20;
Apoc¨6:9-11, 20:4.
Após a comparação, não há dúvida, a alma continua existindo eternamente.
Desta forma, podemos afirmar; há uma eternidade a ser vivida, quer
seja, junto de DEUS, ou junto do diabo.
V, A SEMELHANÇA ENTRE O HOMEM E DEUS.
A BÍBLIA ensina que, o homem foi criado à imagem e semelhança de DEUS,
Gên¨1:26-27, 5:1; Tiago¨3:9.
À primeira vista, pode parecer que o homem tem sua imagem física
semelhante a DEUS.
Entretanto, esta imagem e semelhança com DEUS não se refere, de forma
alguma, ao físico, visto que, DEUS É ESPÍRITO, não tendo, por isso
corpo físico, como o homem, João¨4:24; 2ªCor¨3:17.
No estudo da DOUTRINA CRISTÃ DE DEUS, afirmamos que os conhecedores da
língua hebraica, idioma da quase totalidade das ESCRITURAS do ANTIGO
TESTAMENTO, incluindo as passagens citadas, nos ensinam que: “As
palavras hebraicas TSELEM e DEMUT, traduzidas por imagem e
semelhança, não se referem a físico”.
Este fato concorda, perfeitamente, com João¨4:24, onde podemos
comprovar que: “DEUS é ESPÍRITO”.
Porque DEUS É ESPÍRITO é invisível ao ser humano, pelo menos, enquanto
este estiver em seu corpo pecaminoso, corruptível e mortal, Col¨1:15;
1ªTim¨1:17, vejamos ainda Luc¨24:39.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 8.
Vejamos também o que nos diz Deut¨4:15-20.
Por isso, Moisés proibiu o povo israelita e, por extensão, a todos os
demais povos da Terra a jamais compararem DEUS a qualquer coisa
existente, quer no céu, quer na Terra, quer debaixo da terra, quer na
água debaixo da terra.
Entretanto, a imagem e semelhança do homem com DEUS existe, porém, no
campo das características e dos poderes.
Todas as características e poderes que o homem possui, os quais serão
estudados no próximo capítulo, fazem, com toda a certeza, parte da
existência do CRIADOR.
Entretanto, o pecado do homem causou uma derrocada na eficiência dos
mesmos, ou seja, tais poderes ficaram como que desfigurados, ou
extremamente deficientes.
A semelhança entre o homem e DEUS é verificada em dois aspectos,
quais sejam:
1, SEMELHANÇA NATURAL.
2, SEMELHANÇA MORAL.
Vejamos cada uma destas em particular.
V, 1, A SEMELHANÇA NATURAL ENTRE O HOMEM E DEUS.
A semelhança natural entre o homem e DEUS, refere-se às características
e poderes pessoais, dos quais o homem, também, é possuidor.
V, 1, A, CARACTERÍSTICAS DA PESSOA HUMANA.
Todas as pessoas, ou seres pessoais, entre os quais está o ser humano,
possuem três características distintivas, as quais, por isso mesmo, os
distinguem de todos os demais seres, tais características são:
a, INTELIGÊNCIA.
b, AFEIÇÃO.
c, VONTADE.
Vejamos, as possibilidades que estas características, oferecem ao homem.
V, 1, A, a, INTELIGÊNCIA.
A inteligência, dá ao homem o poder pensar em coisas concretas,
abstratas e, inclusive, sobre si mesmo.
V, 1, A, b, AFEIÇÃO.
A afeição, oferece ao homem, o poder de sentir dor, amor, ódio,
amargura, alegria, tristeza, etc.
V, 1, A, c, VONTADE.
A vontade, proporciona ao homem, o poder de querer, por isso, pode
dirigir-se a si mesmo, pode dar ordens, bem como, obedecer a ordens
dadas por outras pessoas.
Estas três características, proporcionam ao ser humano vários poderes.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 9.
V, 2, OS PODERES DO SER HUMANO.
As características estudadas, proporcionam ao homem, cinco tipos de
poderes, quais sejam:
A, PODER DE PENSAR.
B, PODER DE SENTIR.
C, PODER DE QUERER.
D, PODER DE PENSAR EM SI MESMO (CONSCIÊNCIA PRÓPRIA).
E, PODER DE DIRIGIR-SE A SI MESMO (DIREÇÃO PRÓPRIA).
Todos estes poderes, podem, muito bem ser confirmados na BÍBLIA SAGRADA.
V, 2, A, O PODER DE PENSAR.
Há, na BÍBLIA SAGRADA, uma grande quantidade de passagens referentes à
capacidade que o homem tem de pensar, vejamos algumas; Sal¨94:11,
139:2; Amós¨4:13; Mat¨9:4; Filip¨4:8.
V, 2, B, O PODER DE SENTIR.
Esta capacidade pode manifestar-se no homem, física ou abstratamente.
V, 2, B, a, O PODER DE SENTIR FISICAMENTE.
01, O poder de sentir dor, Jó¨33:19; 1ªTess¨5:3.
02, O poder de sentir prazer da carne, Prov¨21:17; 2ªPed¨2:13.
V, 2, B, b, O PODER DE SENTIR ABSTRATAMENTE.
01, O poder de sentir prazer, Sal¨1:2; 2ªCor¨12:10.
02, O poder de sentir perplexidade, Luc¨21:25, 24:4; At¨5:24, 25:20;
Gál¨4:20; 2ªCor¨4:8.
03, O poder de sentir amor, 1ªPed¨4:8; 2ªPed¨1:7.
04, O poder de sentir tristeza, Sal¨119:28; Jer¨8:18; Rom¨9:2; 2ªCor¨9:7.
05, O poder de sentir ira, 1ºSam¨20:30; 2ªCor¨12:20; Gál¨5:20; Col¨3:8.
V, 2, C, O PODER DE QUERER.
O poder de querer, do qual o homem é possuidor, é muito forte, de tal
forma que, dependendo da sua vontade, pode encaminhar-se, para o bem,
Prov¨11:11, 23; Rom¨2:10, ou para o mal, Sal¨78:10; Jer¨5:3;
Mat¨21:30; Rom¨7:18; Gál¨6:12.
V, 2, D, O PODER DE PENSAR EM SI MESMO, OU CONSCIÊNCIA PRÓPRIA.
Esta é uma qualidade que só os seres inteligentes, entre os quais, o
homem, possui, qual seja, o poder da consciência própria, a qual,
proporciona ao homem, condições de referir-se a si mesmo, Êx¨6:30;
Jó¨10:1; Jer¨1:6; Luc¨12:19; At¨4:20; 1ªCor¨13:11, 14:19.
V, 2, E, O PODER DE DIRIGIR-SE A SI MESMO, OU DIREÇÃO PRÓPRIA.
Esta, é outra capacidade, com que o ser humano é dotado, a qual,
dependendo do seu uso, pode colocá-lo ou não, a serviço de DEUS,
Ez¨3:15; Luc¨9:57; At¨18:6; 1ªCor¨4:19; 2ªCor¨13:1.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 10.
Quando da manifestação, de qualquer um destes cinco poderes, que o
homem possui, sempre são demonstradas, em grau mais ou menos elevado,
repetimos, as suas três características, quais sejam:
A INTELIGÊNCIA, A AFEIÇÃO E A VONTADE.
Todos estes poderes, dos quais o homem é detentor, DEUS, também os possui.
Por isso, o homem, é naturalmente, semelhante a DEUS.
Desta forma, o homem é pessoa, tanto quanto DEUS o é.
Porém, é bom que entendamos que; O homem é semelhante, não igual a
DEUS, visto que:
01, DEUS É PESSOA DIVINA, INCRIADA, CRIADORA, ETERNA E INFINITA.
02, O HOMEM É PESSOA HUMANA, CRIADA E FINITA.
Firmemo-nos neste ponto: A semelhança natural, entre o homem e DEUS,
está no fato de que; tanto DEUS quanto o homem, têm os mesmos poderes,
os quais, o homem não perdeu com a queda de ADÃO.
Porém a NATUREZA DE DEUS, É PERFEITA, ESPIRITUAL E INFINITA.
Ao passo que a natureza humana, ainda que espiritual, é imperfeita e
finita (não quanto ao futuro, sim quanto ao passado).
V, 3, A SEMELHANÇA MORAL ENTRE O HOMEM E DEUS.
Para que os poderes, com os quais, DEUS equipou o homem, fossem bem
utilizados por este, DEUS também o equipou com um padrão moral.
Este padrão moral, determinaria todas as ações levadas a efeito pelos
poderes do homem, no seu estado de pureza, de tal forma que, todas
elas poderiam ser realizadas à semelhança das ações de DEUS.
Entretanto, o homem pecou, Gên¨3:1−12.
Com sua queda no pecado, o padrão moral do homem ficou deteriorado.
Desta forma, a semelhança moral com DEUS, ficou, como que, desfigurada,
ou descaracterizada.
Com seu padrão moral descaracterizado, o homem faz uso dos seus
poderes naturais, de acordo com o padrão moral que possui.
Portanto, depois da queda, Gên¨3:1-24, a tendência moral do homem é
para o erro, ou seja, para o pecado, em virtude de ter−se tornado
pecador, Sal¨14:3, 53:3; Rom¨3:10, 23.
Só pela fé em JESUS CRISTO, como único e suficiente SALVADOR, o homem,
pode aproximar-se do padrão moral que possuía antes da queda de ADÃO,
1ªCor¨1:4−9, 6:20; Gál¨3:27; 1ªPed¨1:18.
VI, O HOMEM E SEUS DOIS MUNDOS.
Relativamente a tudo o que existe, podemos dizer que o homem vive em,
ou, entre dois mundos.
Cada um dos seus dois mundos, é extremamente importante para o homem,
visto que tudo o que acontece, quer seja bom ou mau, depende do bom ou
mau uso que o ser humano deles faz.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 11.
Estes dois mundos são:
1, MUNDO SUBJETIVO.
2, MUNDO OBJETIVO.
Vejamos, cada um destes em particular.
VI, 1, MUNDO SUBJETIVO DO HOMEM.
O mundo subjetivo, é o conjunto do que há no interior do ser humano, o
qual é composto por dois componentes, quais sejam:
A, NECESSIDADES.
B, PODERES.
Vejamos, também, cada um destes em particular.
VI, 1, A, O HOMEM E AS NECESSIDADES DO MUNDO SUBJETIVO.
Vejamos algumas necessidades do mundo subjetivo do ser humano:
01, Necessidade de alimentos, produzida pela fome.
02, Necessidade de líquidos, produzida pela sede.
03, Necessidade de rever lugares, coisas e pessoas, provocada
pela saudade.
04, Necessidade de conhecimento.
05, Necessidade de aventura.
06, Necessidade de SALVAÇÃO ETERNA.
07, Etc., etc., etc.
VI, 1, B, O HOMEM E OS PODERES DO MUNDO SUBJETIVO.
Os poderes do ser humano, já os estudamos no item V, 2, deste estudo.
Quando as necessidades do mundo subjetivo, se ajuntam aos seus
poderes, o resultado, é a busca de algo que satisfaça a essas mesmas
necessidades no mundo objetivo.
VI, 2, O MUNDO OBJETIVO DO HOMEM.
O mundo objetivo do homem é composto por tudo o que está fora do homem.
Tudo o que é necessário, para satisfazer as necessidades do mundo
subjetivo, só pode ser encontrado, no mundo objetivo.
Exemplificamos a seguir, partindo da lista usada, anteriormente,
quanto à satisfação das necessidades do mundo subjetivo.
01, A FOME É SATISFEITA COM O ALIMENTO.
O ALIMENTO que mata, ou satisfaz, a fome ESTÁ NO MUNDO OBJETIVO,
porque está fora do homem.
02, A SEDE É SATISFEITA COM A ÁGUA.
A ÁGUA que mata, ou satisfaz, a sede ESTÁ NO MUNDO OBJETIVO, porque
está fora do homem.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 12.
03, A SAUDADE QUE O HOMEM TEM DE ALGUÉM É SATISFEITA COM A PRESENÇA
DESSE ALGUÉM.
ALGUÉM QUE SE APRESENTE e mate a saudade ESTÁ NO MUNDO OBJETIVO,
porque está fora do homem.
04, O DESEJO DO CONHECIMENTO É SATISFEITO ATRAVÉS DO ESTUDO DAS FONTES
DO CONHECIMENTO.
AS FONTES DO CONHECIMENTO, que satisfazem o desejo do conhecimento
ESTÃO NO MUNDO OBJETIVO, porque estão fora do homem.
05, O DESEJO DA AVENTURA É SATISFEITO ATRAVÉS DA AVENTURA.
A AVENTURA é levada a efeito com algo, com alguém, ou em algum lugar,
itens estes que, com certeza, ESTÃO NO MUNDO OBJETIVO, porque estão
fora do homem.
06, A NECESSIDADE DE SALVAÇÃO ETERNA É SATISFEITA PELA ACEITAÇÃO DE
JESUS CRISTO COMO ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR.
JESUS CRISTO, que satisfaz a necessidade da SALVAÇÃO ETERNA, ESTÁ NO
MUNDO OBJETIVO, porque está fora do homem.
E assim por diante, todas as necessidades do mundo subjetivo, só poderão ser
satisfeitas através de algo que só pode ser encontrado no mundo objetivo.
Pelos exemplos dados, não há dúvida; tudo o que está fora do homem
pertence ao mundo objetivo.
VI, 3, A LIGAÇÃO ENTRE OS DOIS MUNDOS.
Já dissemos e repetimos.
Quando as necessidades do mundo subjetivo, se ajuntam aos seus poderes, o
resultado, é a busca de algo que satisfaça a essas mesmas necessidades.
Visto que tudo o que pode satisfazer as necessidades do mundo
subjetivo, está no mundo objetivo, há de haver algo que proporcione o
elo de ligação entre ambos.
Este elo de ligação é a FÉ.
Vejamos o funcionamento da fé como elo de ligação entre os dois mundos
do ser humano.
01, O HOMEM SENTE A FOME.
Pela fé busca o alimento.
02, O HOMEM SENTE A SEDE.
Pela fé busca a água.
03, O HOMEM SENTE SAUDADE DE ALGUÉM.
Pela fé faz tudo o que estiver ao seu alcance para encontrar-se com
esse alguém.
04, O HOMEM SENTE DESEJO DO CONHECIMENTO.
Pela fé busca como ou onde encher-se de conhecimento (aprender).
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 13.
05, O HOMEM SENTE DESEJO DA AVENTURA.
Pela fé busca satisfaze-la, com alguém, com algo, ou em algum lugar.
06, O HOMEM SENTE A NECESSIDADE DE SALVAÇÃO ETERNA.
Pela fé, ao tomar conhecimento de que JESUS CRISTO é o único que
pode satisfazer tal necessidade, aceita-o como seu ÚNICO E
SUFICIENTE SALVADOR.
Desta forma, a fé é algo de suma importância para o ser humano, visto
que sem a mesma, pouco ou nenhum progresso, poderia ser alcançado.
Assim sendo, o incrédulo usa a fé, apenas para as coisas deste mundo.
Já uma pessoa SALVA POR JESUS CRISTO, usa a FÉ, tanto no âmbito deste
mundo, quanto ao âmbito da vida ESPIRITUAL E ETERNA COM DEUS.
O estudo da doutrina CRISTÃ DA FÉ é mais completo sobre este tema.
VII, O HOMEM E O PECADO.
Após a queda de Adão e Eva, toda a sua descendência passou a ter
natureza pecadora; confirmemos esta declaração nas próximas passagens
BÍBLICAS, 1ºReis¨8:46; 2ºCrô¨6:36; Sal¨51:5, 143:2; Prov¨20:9;
Ecle¨7:20; Rom¨3:10, 23, 5:12.
Em virtude do pecado inato da descendência de Adão, o homem necessita
desesperadamente da SALVAÇÃO ETERNA.
No estudo da DOUTRINA CRISTÃ DO PECADO, veremos mais sobre este assunto.
VIII, A SALVAÇÃO ETERNA DO HOMEM.
A SALVAÇÃO ETERNA é com certeza, o maior presente ou a maior obra de
DEUS, na vida do ser humano, visto que, há uma condenação a ser
cumprida eternamente, por todo aquele que não for salvo por JESUS
CRISTO, João¨3:18.
Porém, DEUS enviou seu FILHO ao mundo, para oferecer a SALVAÇÃO ETERNA à
humanidade, a qual, todas as pessoas de bom senso, devem aceitar, para o
seu próprio bem, bem como, para honra e glória de DEUS, João¨3:16-18.
CONCLUSÃO.
Finalizamos o estudo doutrinário sobre o homem, cremos que o mesmo,
ainda que reduzido, tenha trazido alguns subsídios ao nosso
conhecimento, acerca de nós mesmos.
Façamos uso deste conhecimento, para benefício próprio, do próximo, ou
da IGREJA DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO, a qual é a
depositária fiel de toda a verdade revelada por DEUS ao ser humano,
para que este ao fazer parte desse corpo, qual seja a IGREJA DO SENHOR
JESUS CRISTO, o honre e glorifique, pois só por intermédio DELE, o ser
humano alcança a gloriosa, e maravilhosa SALVAÇÃO ETERNA.
DOUTRINA CRISTÃ DO HOMEM José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 14.
BIBLIOGRAFIA.
01, BÍBLIA SAGRADA.
Tradução, Almeida, João Ferreira de.
Edição corrigida e revisada fiel ao texto original.
Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil, 1.994, 1.995, São Paulo, SP, Brasil.
02, CONCISO DICIONÁRIO DE TEOLOGIA CRISTÃ.
Erickson, Millard J.
JUERP, 1.991, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
03, DOUTRINAS, 1.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
1a Edição, 1.979, São Paulo, SP, Brasil.
04, ESBOÇO DE TEOLOGIA SISTEMÁTICA.
Langston, A. B.
JUERP 8a Edição, 1.986, Rio De Janeiro, RJ, Brasil.
05, MINIDICIONÁRIO AURÉLIO.
Ferreira, Aurélio Buarque de Holanda.
Editora Nova Fronteira, 1a edição, 6a impressão, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *