Visão Panorâmica
da
Bíblia
Sagrada
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 2.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA.
PÁGINA
INTRODUÇÃO. 03
I, O QUE É A BÍBLIA SAGRADA¨? 03
II, A UTILIDADE DA BÍBLIA SAGRADA. 04
III, A REVELAÇÃO DE DEUS. 04
III, 1, MOTIVO DA REVELAÇÃO DIVINA AO SER HUMANO. 05
IV, O RELACIONAMENTO ENTRE O SER HUMANO E A BÍBLIA SAGRADA. 05
IV, 1, A DESOBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS E SEU RESULTADO. 05
IV, 2, A OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS E SEU RESULTADO. 06
IV, 3, O GRAU DE DESOBEDIÊNCIA E DE OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS. 06
V, A COMPILAÇÃO DA BÍBLIA SAGRADA. 06
V, 1, A AUTORIA DA BÍBLIA SAGRADA. 07
V, 2, TEMPO DE DURAÇÃO PARA A COMPILAÇÃO DA BÍBLIA SAGRADA. 07
VI, A UNIDADE DA BÍBLIA SAGRADA. 07
VII, A INSPIRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO. 07
VIII, O CÂNON SAGRADO. 08
VIII, 1, A, LIVROS DO CÂNON DO ANTIGO TESTAMENTO COM AS IDENTIFICAÇÕES
USADAS EM NOSSOS ESTUDOS. 09
VIII, 1, B, LIVROS DO CÂNON DO NOVO TESTAMENTO COM AS IDENTIFICAÇÕES
USADAS EM NOSSOS ESTUDOS. 10
VIII, 2, A BÍBLIA SAGRADA DIVIDIDA POR TEMAS. 10
VIII, 2, A, ANTIGO TESTAMENTO. 11
VIII, 2, B, NOVO TESTAMENTO. 11
VIII, 3, SÍNTESE DO ANTIGO TESTAMENTO. 11
VIII, 3, A, LIVROS DA LEI OU PENTATEUCO. 11
VIII, 3, B, LIVROS HISTÓRICOS. 11
VIII, 3, C, LIVROS POÉTICOS. 12
VIII, 3, D, LIVROS PROFÉTICOS, PROFETAS MAIORES. 12
VIII, 3, E, LIVROS PROFÉTICOS, PROFETAS MENORES. 12
VIII, 4, SÍNTESE DO NOVO TESTAMENTO. 12
VIII, 4, A, EVANGELHO. 12
VIII, 4, B, ATOS DOS APÓSTOLOS. 13
VIII, 4, C, CARTAS DE PAULO. 13
VIII, 4, D, CARTA DE AUTOR DESCONHECIDO. 13
VIII, 4, E, CARTAS GERAIS. 13
VIII, 4, F, APOCALIPSE. 13
IX, OS DOIS TESTAMENTOS E AS ERAS RELACIONADAS COM JESUS CRISTO. 14
X, LIVROS APÓCRIFOS. 16
XI, A BÍBLIA DESDE SUA ORIGEM ATÉ A ATUALIDADE. 16
XII, PANORAMA CRONOLÓGICO DOS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS BÍBLICOS
E DOS LIVROS DA BÍBLIA SAGRADA. 17
XIII, QUADRO HISTÓRICO GERAL SIMPLIFICADO E DO MINISTÉRIO DOS
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO. 22
XIV, UM POUCO SOBRE OS LIVROS DA BÍBLIA E SEUS AUTORES HUMANOS. 23
XIV, 1, LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO. 23
XIV, 2, LIVROS DO NOVO TESTAMENTO. 31
XV, O MANUSEIO DA BÍBLIA SAGRADA. 36
XVI, CUIDADOS A CONSIDERAR AO DECLARAR OU ANUNCIAR OS NOMES
DE ALGUNS LIVROS BÍBLICOS. 38
CONCLUSÃO. 39
BIBLIOGRAFIA. 40
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 3.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA.
INTRODUÇÃO.
Quem olha uma paisagem de longe (naturalmente, sem os recursos da
tecnologia) verifica que a paisagem lá está, porém, o espaço que
separa tal paisagem do observador não permite que este vislumbre,
minuciosamente, todos os detalhes, porque a distância o impede.
Visão panorâmica da BÍBLIA SAGRADA, também é assim, a BÍBLIA está em
nossas mãos, estudaremos sobre ela, porém, em virtude do estudo ser
panorâmico, é impossível entrar nos detalhes mais profundos da maior
obra literária de todos os tempos.
Porém, ao final do estudo há uma bibliografia, que poderá ser adquirida
trazendo muito mais luz a quem se interessar, além do que, muita outra
literatura sobre o assunto, pode ser encontrada no mercado, onde muito
mais detalhes poderão ser descortinados sobre a BÍBLIA SAGRADA, por
isso, este estudo poderá ser o início de uma longa caminhada para o
aprofundamento do conhecimento sobre a BÍBLIA, a qual, quanto mais
estudada, conhecida e obedecida, melhor, acima de tudo, para os crentes.
Este, não é um estudo doutrinário, ou devocional, é um estudo técnico,
em virtude disso, nosso intuito básico é esclarecer alguns aspectos
importantes acerca da BÍBLIA SAGRADA, não sobre o seu conteúdo, ou
sobre a sua mensagem.
Aprendamos, portanto, um pouco, acerca de tão grandiosa obra:
01, GRANDIOSA QUANTO AO SEU CONTEÚDO.
02, GRANDIOSA QUANTO AO SEU VALOR.
03, GRANDIOSA QUANTO AO AMOR DE DEUS, PELO SER HUMANO, NELA DEMONSTRADO.
I, O QUE É A BÍBLIA SAGRADA¨?
A BÍBLIA SAGRADA é, acima de tudo, a PALAVRA DE DEUS.
Como PALAVRA DE DEUS, a BÍBLIA SAGRADA é a coletânea da revelação de
DEUS à humanidade, através, principalmente, do povo israelita.
A BÍBLIA SAGRADA é, também, uma biblioteca com um acervo de 66 livros.
Há várias metáforas referentes à BÍBLIA SAGRADA, vejamos algumas delas
extraídas da própria PALAVRA DE DEUS.
01, ESCRITURA DE DEUS, Êx¨32:16; E ESCRITURA, 2ªTim¨3:16.
02, SAGRADAS ESCRITURAS, 2ªTim¨3:15.
03, LEI, Mat¨12:5.
04, PALAVRAS DE VIDA, At¨7:38.
05, ALIMENTO, Deut¨8:3; Mat¨4:4; Luc¨4:4.
06, LÂMPADA E LUZ, Sal¨119:105.
07, SEMENTE, Luc¨8:11.
08, ESPADA DO ESPÍRITO, Ef¨6:17.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 4.
Como podemos verificar, a lista de metáforas, apresentada, nos sugere
grandes coisas, as quais, com toda a certeza, nos abrem o
entendimento, para a compreensão do poder e GLÓRIA da PALAVRA DE DEUS,
revelada ao ser humano.
II, A UTILIDADE DA BÍBLIA SAGRADA.
De acordo com a passagem BÍBLICA de 2ªTim¨3:16-17, toda a ESCRITURA
DIVINAMENTE INSPIRADA é:
01, PROVEITOSA PARA ENSINAR.
02, PROVEITOSA PARA REDARGÜIR.
03, PROVEITOSA PARA CORRIGIR.
04, PROVEITOSA PARA INSTRUIR EM JUSTIÇA.
05, PROVEITOSA PARA QUE O HOMEM DE DEUS SEJA PERFEITO, E
PERFEITAMENTE INSTRUÍDO PARA TODA A BOA OBRA.
Pelos versículos lidos, concluímos que a BÍBLIA SAGRADA é a obra prima
de DEUS em prol do ser humano, especialmente do salvo por JESUS
CRISTO, visto que, toda a sua PALAVRA, inspirada pelo ESPÍRITO SANTO,
serve para que o homem de DEUS seja perfeito e perfeitamente instruído
para toda a boa obra.
Além disto, visto que DEUS é, extremamente, altruísta, seu desejo é, na
realidade, que todos os homens se salvem, Ez¨18:23, 32; 33:11; 1ªTim¨2:3-4;
2ªPed¨3:9, por isto podemos afirmar, sem sombra de dúvida, que:
A BÍBLIA SAGRADA É A OBRA PRIMA DE DEUS EM PROL DO SER HUMANO, SEM
DISTINÇÃO ALGUMA; JÁ QUE DEUS NÃO FAZ, QUALQUER, ACEPÇÃO DE PESSOAS,
Deut¨10:17; Jó¨34:19; At¨10:34; Rom¨2:11; Ef¨6:9; Col¨3:25.
III, A REVELAÇÃO DE DEUS.
Revelação, segundo o minidicionário Aurélio, significa:
01, Ato ou efeito de revelar-se.
02, Entre os CRISTÃOS, ação DIVINA que comunica aos homens os
desígnios de DEUS e a verdade que estes envolvem.
03, Descoberta reveladora de um fato, vocação, etc., ou duma pessoa.
04, Fato ou pessoa assim revelados.
O conciso dicionário de teologia CRISTÃ, nos diz de revelação.
01, Tornar conhecido o que está oculto; desvendar o que está coberto.
A REVELAÇÃO DE DEUS é, portanto, DEUS fazendo-se conhecer ao ser
humano, bem como, mostrando a este qual é a sua soberana vontade.
Vejamos, o que nos diz Heb¨1:1.
Conforme o versículo lido, a revelação de DEUS aos homens deu-se de várias
formas, porém, há duas que se destacam das demais, visto que são, em tudo,
muito mais importantes do que todas as outras, vejamos quais são:
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 5.
01, DEUS FALOU (SE REVELOU) AOS PAIS ATRAVÉS DOS PROFETAS.
02, DEUS FALOU (SE REVELOU) ATRAVÉS DA PESSOA SINGULAR DE JESUS CRISTO.
Estas duas formas que DEUS usou para se revelar, quais sejam, JESUS
CRISTO e os profetas, se entrelaçam de tal forma que os profetas
apontam para JESUS CRISTO, Is¨28:16; Zac¨10:4.
JESUS CRISTO, por sua vez, sempre se refere aos profetas como
porta-vozes de DEUS, Mat¨21:42-44 Mar¨12:10; Luc¨20:17-18.
O conteúdo da PALAVRA DE DEUS revelado através dos profetas e de JESUS
CRISTO está preservado, integralmente, na BÍBLIA SAGRADA.
Antes da morte, em sua oração sacerdotal, JESUS CRISTO orou para que o PAI
santificasse a todos os seus discípulos, de todos os tempos, na VERDADE DO
PAI, a qual, segundo JESUS CRISTO, é a PALAVRA DE DEUS, João¨17:17.
Vejamos, também, o que nos diz JESUS CRISTO, em João¨10:30 e 14:6-10.
JESUS CRISTO é um com o PAI, é a VERDADE, está no PAI e o PAI está
nele, por isso, é a suprema REVELAÇÃO de DEUS ao ser humano.
III, 1, MOTIVO DA REVELAÇÃO DIVINA AO SER HUMANO.
Como sabemos, o homem pecou, distanciou-se de DEUS, e morreu.
DEUS se revelou ao ser humano para que este possa conhecê-lo e
relacionar-se com ele, conforme a sua vontade, expressa na BÍBLIA
SAGRADA e, em conseqüência, seja salvo por JESUS CRISTO.
O relacionamento correto com DEUS e a SALVAÇÃO ETERNA são possíveis,
apenas e tão−somente, através de JESUS CRISTO, At¨4:12; 1ªTim¨2:5.
Não fora a REVELAÇÃO de DEUS, a qual, está registrada na BÍBLIA
SAGRADA, o ser humano jamais chegaria a ter um conhecimento perfeito
de DEUS, não teria como relacionar-se com ele, como obedecê-lo, nem a
mais remota possibilidade de ser salvo eternamente.
IV, O RELACIONAMENTO ENTRE O SER HUMANO E A BÍBLIA SAGRADA.
O relacionamento entre o ser humano e a BÍBLIA SAGRADA é, para todos
os efeitos, o relacionamento entre o ser humano e DEUS.
O ser humano relaciona-se com a BÍBLIA SAGRADA, de duas formas:
1, DESOBEDECENDO A BÍBLIA SAGRADA.
2, OBEDECENDO A BÍBLIA SAGRADA.
IV, 1, A DESOBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS E SEU RESULTADO.
O fato do ser humano não obedecer a DEUS deve-se, pelo menos, a dois fatores.
01, O DESCONHECIMENTO DA EXISTÊNCIA DA BÍBLIA SAGRADA, PORTANTO, DE DEUS,
At¨17:22-24.
02, A DESOBEDIÊNCIA VOLUNTÁRIA À BÍBLIA SAGRADA, João¨5:39-40.
A desobediência à BÍBLIA SAGRADA, no que concerne ao relacionamento
correto entre o ser humano e DEUS, resulta, em pelo menos, duas
grandes tragédias.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 6.
PRIMEIRA GRANDE TRAGÉDIA.
Religiões desobedientes à PALAVRA DE DEUS, Mat¨15:7-9;
At¨17:22-24, que, por isso, não adoram a DEUS em espírito e em
verdade como JESUS CRISTO ensina em João¨4:23-24.
SEGUNDA GRANDE TRAGÉDIA.
A condenação eterna, João¨3:18.
Todos as pessoas que desconhecem a BÍBLIA SAGRADA e, ou, são desobedientes
a ela, ainda que não o saibam, tentam zombar de DEUS, porém, de DEUS
ninguém zomba, porque DEUS não se deixa escarnecer, Gál¨6:7-8; pelo
contrário, dá a cada um segundo a sua obra, Mat¨16:27; Apoc¨22:12.
Portanto, quem desobedece à PALAVRA DE DEUS toma a pior decisão que
pode ser tomada pelo ser humano.
IV, 2, A OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS E SEU RESULTADO.
A obediência à PALAVRA DE DEUS resulta em, pelo menos, dois ótimos
resultados.
PRIMEIRO ÓTIMO RESULTADO.
A ÚNICA RELIGIÃO OBEDIENTE A DEUS (O CRISTIANISMO DO NOVO TESTAMENTO),
At¨11:26.
SEGUNDO ÓTIMO RESULTADO.
A SALVAÇÃO ETERNA DO SER HUMANO, João¨3:16.
Visto que a SALVAÇÃO ETERNA é a mais importante e melhor coisa que o
ser humano pode alcançar, obedecer a DEUS conforme João¨3:16 é a
melhor decisão que o homem pode e deve tomar.
IV, 3, O GRAU DE DESOBEDIÊNCIA E DE OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS.
Naturalmente, não há quem desobedeça totalmente a DEUS, bem como, não
há quem o obedeça totalmente.
Porém, há algo que DEUS colocou à disposição do ser humano, para que,
mesmo que este o desobedeça em alguns pontos, não seja condenado
eternamente, esse algo é JESUS CRISTO.
Quem não crê em JESUS CRISTO COMO ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR é
condenado eternamente, João¨3:16-18, ainda que em alguns pontos
esteja de acordo com a PALAVRA DE DEUS, Mar¨12:28-34¨(34).
Porém, toda a pessoa que crê em JESUS CRISTO COMO ÚNICO E SUFICIENTE
SALVADOR não é condenado eternamente, João¨3:16-18, ainda que, em
alguns pontos, desobedeça à PALAVRA DE DEUS, 1ªJoão¨1:8.
V, A COMPILAÇÃO DA BÍBLIA SAGRADA.
A BÍBLIA SAGRADA é, com toda a certeza, uma obra monumental.
Esta obra, foi também compilada, de forma monumental, senão vejamos:
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 7.
V, 1, A AUTORIA DA BÍBLIA SAGRADA.
A BÍBLIA SAGRADA teve os seguintes autores:
01, UM AUTOR DIVINO, QUAL SEJA, O ESPÍRITO SANTO.
02, CERCA DE QUARENTA AUTORES HUMANOS, INSPIRADOS PELO ESPÍRITO SANTO.
V, 2, TEMPO DE DURAÇÃO PARA A COMPILAÇÃO DA BÍBLIA SAGRADA.
A compilação da BÍBLIA SAGRADA durou, aproximadamente, 1.600 anos.
O primeiro escritor foi Moisés, cerca de 1.500 AC, o último, João,
cerca de 100 DC.
VI, A UNIDADE DA BÍBLIA SAGRADA.
A BÍBLIA é uma obra monumental porque, além do longo tempo usado para
a sua compilação, da grande quantidade de autores humanos, que viveram
em diferentes épocas da história, em circunstâncias diferentes e em
países diferentes, é a única obra literária, em todo o mundo e em
todas as épocas da história humana, na qual não há, desde o início até
o final, quaisquer discordâncias, ou contradições.
Todas as suas declarações, até as que pareçam, enormes, absurdos são
ou serão, totalmente, comprovadas desde que haja empenho, vontade e
neutralidade nas investigações.
Quando alguma pessoa, aparentemente, encontra discordâncias na BÍBLIA
SAGRADA, estas são apenas aparentes e, isto, em conseqüência das
limitações de quem a lê ou a estuda.
Se o estudioso da BÍBLIA SAGRADA tiver interesse, vontade, curiosidade,
condições, se aprofundar na pesquisa, buscar as informações corretas e
necessárias, as aparentes contradições desaparecem, totalmente, demonstrando
a gloriosa concordância e harmonia do conjunto da REVELAÇÃO DE DEUS.
Este fato extraordinário só é possível porque apesar de ter sido escrita
por cerca de 40 autores humanos, entre os quais, pastores, estadistas,
boiadeiro, pescadores, médico, poetas, legislador, etc., tem apenas uma
mente propulsora ou orientadora, qual seja, a mente do ESPÍRITO SANTO.
Esta direção, ou orientação, tem o nome de INSPIRAÇÃO.
VII, A INSPIRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO.
A INSPIRAÇÃO DIVINA é o estímulo ou a influência do ESPÍRITO SANTO
sobre os autores humanos, quanto ao conteúdo que seria colocado nos
livros que mais tarde fariam parte da BÍBLIA SAGRADA.
É a INSPIRAÇÃO do ESPÍRITO SANTO que dá vitalidade, validade e
autoridade DIVINA a todos os livros que compõem a BÍBLIA SAGRADA.
Tal INSPIRAÇÃO não foi um ditado de DEUS aos autores humanos, ao ponto
destes escreverem o que DEUS determinava.
DEUS, também, não colocou os autores humanos em êxtase, nem fez com
que escrevessem sem o conhecimento do que estavam escrevendo.
A INSPIRAÇÃO DIVINA foi, como dissemos, o estímulo, a influência ou,
como que, um sopro de DEUS sobre os escritores SACROS, que permaneciam
com os seus sentidos e faculdades mentais na plenitude dos seus
poderes e liberdade, ao ponto de todos eles, ainda que porta-vozes da
REVELAÇÃO de DEUS, deixaram as marcas da sua personalidade, tais como:
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 8.
01, Estado de espírito de Daniel, Dan¨10:1-21¨(1-3).
02, Cultura e profissão de Amós, Amós¨7:14.
03, Declaração de fé de Paulo, 2ªTim¨1:12.
04, Etc., etc., etc.
Paulo se refere à INSPIRAÇÃO DIVINA das ESCRITURAS DO ANTIGO
TESTAMENTO em 2ªTim¨3:16-17.
Leiamos também 2ªPed¨3:15-16, o qual, aceita os escritos de Paulo com
o mesmo nível de inspiração das ESCRITURAS do ANTIGO TESTAMENTO.
A BÍBLIA SAGRADA é, portanto, o resultado da inspiração do ESPÍRITO
SANTO sobre os autores humanos, os quais, obedientes a tal INSPIRAÇÃO
escreveram, absolutamente, segundo a vontade de DEUS.
Por isso, todo o conteúdo da BÍBLIA SAGRADA é inspirado pelo ESPÍRITO
SANTO, a terceira pessoa da TRINDADE, 2ªTim¨3:16-17; 2ªPed¨1:20-21.
O conjunto dos livros da BÍBLIA SAGRADA, tem o nome de CÂNON SAGRADO.
VIII, O CÂNON SAGRADO.
CÂNON é uma palavra de origem grega que significa padrão, régua ou
vara de medir.
Segundo o minidicionário Aurélio, Cânon, significa:
01, Regra geral donde se inferem regras especiais; Relação, tabela;
Padrão, norma.
O conciso dicionário de teologia CRISTÃ, nos diz acerca de cânon:
01, Coleção de livros reconhecidos como autoridade pela IGREJA.
Infelizmente, o conciso dicionário de teologia CRISTÃ só nos dá o
significado da palavra “CÂNON” como sendo, apenas e tão somente,
aplicada à quantidade de livros aceitos pela IGREJA como canônicos (a
nosso ver, o problema está em não haver apenas uma igreja).
Cânon, também, significa modelo ou regra para julgamento e medição.
Em vista de tudo isto, o CÂNON SAGRADO é o conjunto dos sessenta e
seis livros da BÍBLIA SAGRADA que passaram pelo crivo do julgamento,
segundo um padrão preestabelecido e foram considerados e declarados
como INSPIRADOS pelo ESPÍRITO SANTO.
O CÂNON da BÍBLIA SAGRADA tem duas grandes divisões, quais sejam:
1, O ANTIGO TESTAMENTO, COM 39 LIVROS, ESCRITOS ANTES DE JESUS CRISTO.
2, O NOVO TESTAMENTO, COM 27 LIVROS, ESCRITOS DEPOIS DE JESUS CRISTO.
A divisão dos livros em capítulos e destes em versículos, não é de
autoria DIVINA, porém, não há dúvida quanto à facilidade de encontrar
as passagens BÍBLICAS através desta divisão.
Damos a seguir, em duas listas, uma do ANTIGO TESTAMENTO, outra do
NOVO TESTAMENTO, a quantidade completa dos livros da BÍBLIA SAGRADA
com uma identificação, geralmente abreviada (mais adiante falaremos
sobre esta abreviação).
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 9.
VIII, 1, A, LIVROS DO CÂNON DO ANTIGO TESTAMENTO COM AS
IDENTIFICAÇÕES USADAS EM NOSSOS ESTUDOS.
01, Gênesis. Gên.
02, Êxodo. Êx.
03, Levítico. Lev.
04, Números. Núm.
05, Deuteronômio. Deut.
06, Josué. Josué.
07, Juízes. Juí.
08, Rute. Rute.
09, 1º livro de Samuel. 1ºSam.
10, 2º livro de Samuel. 2ºSam.
11, 1º livro dos Reis. 1ºReis.
12, 2º livro dos Reis. 2ºReis.
13, 1º livro das Crônicas. 1ºCrô.
14, 2º livro das Crônicas. 2ºCrô.
15, Esdras. Esd.
16, Neemias. Neem.
17, Ester. Ester.
18, Jó. Jó.
19, Salmos. Sal.
20, Provérbios. Prov.
21, Eclesiastes. Ecle.
22, Cântico dos cânticos. Cant.
23, Isaías. Is.
24, Jeremias. Jer.
25, Lamentações de Jeremias. Lam.
26, Ezequiel. Ez.
27, Daniel. Dan.
28, Oséias. Osé.
29, Joel. Joel.
30, Amós. Amós.
31, Obadias. Obad.
32, Jonas. Jonas.
33, Miquéias. Miq.
34, Naum. Naum.
35, Habacuque. Haba.
36, Sofonias. Sof.
37, Ageu. Ageu.
38, Zacarias. Zac.
39, Malaquias. Mal.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 10.
VIII, 1, B, LIVROS DO CÂNON DO NOVO TESTAMENTO COM AS
IDENTIFICAÇÕES USADAS EM NOSSOS ESTUDOS.
01, Mateus. Mat.
02, Marcos. Mar.
03, Lucas. Luc.
04, João. João.
05, Atos dos Apóstolos. At.
06, Romanos. Rom.
07, 1ª aos Coríntios. 1ªCor.
08, 2ª aos Coríntios. 2ªCor.
09, Gálatas. Gál.
10, Efésios. Ef.
11, Filipenses. Filip.
12, Colossenses. Col.
13, 1ª aos Tessalonicenses. 1ªTess.
14, 2ª aos Tessalonicenses. 2ªTess.
15, 1ª a Timóteo. 1ªTim.
16, 2ª a Timóteo. 2ªTim.
17, Tito. Tito.
18, Filemom. Filem.
19, Hebreus. Heb.
20, Tiago. Tiago.
21, 1ª de Pedro. 1ªPed.
22, 2ª de Pedro. 2ªPed.
23, 1ª de João. 1ªJoão.
24, 2ª de João. 2ªJoão.
25, 3ª de João. 3ªJoão.
26, Judas. Judas.
27, Apocalipse. Apoc.
VIII, 2, A BÍBLIA SAGRADA DIVIDIDA POR TEMAS.
A BÍBLIA também pode ser dividida por assuntos ou temas, tal divisão
facilita o raciocínio.
Temos a seguir um exemplo de divisão dos livros BÍBLICOS por GRUPOS,
ou TEMAS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 11.
VIII, 2, A, ANTIGO TESTAMENTO.
01, LIVROS DA LEI OU PENTATEUCO.
02, LIVROS HISTÓRICOS.
03, LIVROS POÉTICOS.
04, LIVROS PROFÉTICOS.
VIII, 2, B, NOVO TESTAMENTO.
01, EVANGELHO.
02, ATOS DOS APÓSTOLOS.
03, CARTAS DE PAULO.
04, CARTA DE AUTOR DESCONHECIDO.
05, CARTAS GERAIS.
06, APOCALIPSE.
Veremos agora, os livros que compõem cada divisão, bem como uma
síntese do seu conteúdo.
VIII, 3, SÍNTESE DO ANTIGO TESTAMENTO.
VIII, 3, A, LIVROS DA LEI OU PENTATEUCO.
Pentateuco é o termo usado para os cinco primeiros livros da BÍBLIA
SAGRADA.
Esta divisão conta a história da criação de tudo o que há até a
chegada dos israelitas a Canaã e consta dos livros.
01, GÊNESIS.
02, ÊXODO.
03, LEVÍTICO.
04, NÚMEROS.
05, DEUTERONÔMIO.
VIII, 3, B, LIVROS HISTÓRICOS.
Esta divisão conta a história do povo israelita desde a conquista de
Canaã até a volta dos judeus do cativeiro babilônico e consta dos livros.
01, JOSUÉ.
02, JUÍZES.
03, RUTE.
04, 1ºSAMUEL.
05, 2ºSAMUEL.
06, 1ºREIS.
07, 2ºREIS.
08, 1ºCRÔNICAS.
09, 2ºCRÔNICAS.
10, ESTER.
11, ESDRAS.
12, NEEMIAS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 12.
VIII, 3, C, LIVROS POÉTICOS.
Consta dos livros poéticos de INSPIRAÇÃO DIVINA, quais sejam:
01, JÓ.
02, SALMOS.
03, PROVÉRBIOS.
04, ECLESIASTES.
05, CANTARES DE SALOMÃO.
06, LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS.
VIII, 3, D, LIVROS PROFÉTICOS, PROFETAS MAIORES.
Profetas maiores, por ser maior a extensão do seu ministério e, em
conseqüência, como é natural, uma maior extensão dos seus livros.
Consta do ministério dos profetas, que dão nome aos livros.
01, ISAÍAS.
02, JEREMIAS.
03, EZEQUIEL.
04, DANIEL.
VIII, 3, E, LIVROS PROFÉTICOS, PROFETAS MENORES.
Profetas menores, por ser menor a extensão do seu ministério e, em
conseqüência, como é natural, uma menor extensão dos seus livros.
Consta do ministério dos profetas, que dão nome aos livros.
01, OSÉIAS.
02, JOEL.
03, AMÓS.
04, OBADIAS.
05, JONAS.
06, MIQUÉIAS.
07, NAUM.
08, HABACUQUE.
09, SOFONIAS.
10, AGEU.
11, ZACARIAS.
12, MALAQUIAS.
VIII, 4, SÍNTESE DO NOVO TESTAMENTO.
VIII, 4, A, EVANGELHO.
Não são quatro EVANGELHOS, é o EVANGELHO na ótica de quatro evangelistas.
O EVANGELHO narra a vida e os ensinamentos de JESUS CRISTO e consta
dos livros.
01, MATEUS.
02, MARCOS.
03, LUCAS.
04, JOÃO.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 13.
VIII, 4, B, ATOS DOS APÓSTOLOS.
Narra a história da implantação e expansão da IGREJA PRIMITIVA e
consta apenas de um livro.
01, ATOS DOS APÓSTOLOS.
VIII, 4, C, CARTAS DE PAULO.
Cartas de Paulo, principalmente, de cunho doutrinário, consta dos livros.
01, ROMANOS.
02, 1ªAOS CORÍNTIOS.
03, 2ªAOS CORÍNTIOS.
04, GÁLATAS.
05, EFÉSIOS.
06, FILIPENSES.
07, COLOSSENSES.
08, 1ªTESSALONICENSES.
09, 2ªTESSALONICENSES.
10, 1ªTIMÓTEO.
11, 2ªTIMÓTEO.
12, TITO.
13, FILEMOM.
VIII, 4, D, CARTA DE AUTOR DESCONHECIDO.
Carta para os CRISTÃOS de origem hebraica, também, de cunho doutrinário e
consta apenas de um livro.
01, HEBREUS.
VIII, 4, E, CARTAS GERAIS.
Cartas para todo o cristianismo, principalmente, de cunho doutrinário
e consta dos livros.
01, TIAGO.
02, 1ªPEDRO.
03, 2ªPEDRO.
04, 1ªJOÃO.
05, 2ªJOÃO.
06, 3ªJOÃO.
07, JUDAS.
VIII, 4, F, APOCALIPSE.
Livro que trata, principalmente, dos acontecimentos finais, através de
muitos símbolos de difícil compreensão e consta apenas de um livro.
01, APOCALIPSE.
Outras divisões, podem ser feitas, de acordo com a necessidade, ou a
vontade do estudioso, entretanto temos aqui um exemplo prático da
possibilidade de agrupar alguns livros da BÍBLIA SAGRADA, por
assuntos, temas, autores, etc.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 14.
IX, OS DOIS TESTAMENTOS E AS ERAS RELACIONADAS COM JESUS CRISTO.
À primeira vista, quem olha a BÍBLIA SAGRADA, tem a impressão que o
ANTIGO TESTAMENTO começa com os relatos iniciais do livro de GÊNESIS e
termina com o livro do profeta MALAQUIAS, porém, essa não é a verdade.
O ANTIGO TESTAMENTO começou, no máximo com Abraão, Gál¨3:13-17
(17−18), e foi confirmado, ou ratificado, por DEUS, quando da entrega
da LEI por intermédio de Moisés, Gál¨3:17, ou, no mínimo, começou com
Moisés, Heb¨9:1-28¨(19-20).
Porém, de qualquer forma, o ANTIGO TESTAMENTO terminou com a morte de
JESUS CRISTO, Heb¨9:1-28¨(11-17).
Pode parecer confuso, quanto a Abraão, porém, ao sabermos que a
palavra testamento pode também ser considerada como aliança, a
confusão se desfaz.
Comparemos o que nos diz Jer¨31:31 com Heb¨8;8, 12:24.
Os livros do ANTIGO TESTAMENTO foram, totalmente, escritos dentro da
vigência do ANTIGO TESTAMENTO, aproximadamente entre os anos 1.500 e
400 ANTES DE CRISTO.
Da mesma forma, parece que o NOVO TESTAMENTO começa com os relatos
iniciais do EVANGELHO segundo MATEUS e termina com o livro de APOCALIPSE,
porém, não é assim.
O NOVO TESTAMENTO teve início com a morte de JESUS CRISTO, Heb¨9:1-28
(11-17) (para que um testamento entre em vigor é necessária a morte do
testador, Heb¨9:16-17) e só terminará, quando não houver mais seres
humanos para salvar, por isso, o NOVO TESTAMENTO ainda não terminou.
Os vinte e sete livros que fazem parte do NOVO TESTAMENTO foram,
totalmente, escritos dentro da vigência do NOVO TESTAMENTO, mais ou
menos entre os anos 45 e 96 DEPOIS DE CRISTO.
Um outro aspecto que pode ajudar, e muito, a confundir acerca dos
tempos do ANTIGO TESTAMENTO e do NOVO TESTAMENTO são as eras
relacionadas com o nascimento de JESUS CRISTO, quais sejam:
01, A ERA ANTES DE CRISTO.
02, A ERA DEPOIS DE CRISTO.
Estas duas, importantíssimas, eras da história humana têm sua linha
divisória com o nascimento de JESUS CRISTO.
Entretanto, é bom saber que há um erro de aproximadamente quatro a
sete (4 a 7) anos quanto ao nascimento de JESUS CRISTO, devido a um
erro de cálculo do calendário gregoriano, em vista disto, JESUS CRISTO
nasceu aproximadamente entre os anos quatro a sete (4¨a¨7) ANTES de
CRISTO (4¨a¨7 AC.).
O próximo esquema poderá nos elucidar acerca das eras e dos TESTAMENTOS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 15.
LINHA DAS LINHA DO LINHA DOS
ERAS TEMPO TESTASMENTOS
SEM TESTAMENTO.
ERA ANTES.
DE CRISTO.
AC.
ANTIGO
TESTAMENTO
ERA.
DEPOIS.
DE CRISTO.
DC, EC, ou AD.
NOVO
TESTAMENTO
LINHA DO TEMPO.
FIM¨? FIM¨? FIM¨?
DA CRIAÇÃO ATÉ
ABRAÃO.
INÍCIO DO
ANTIGO
TESTAMENTO.
CONFIRMAÇÃO
DO ANTIGO
TESTAMENTO SE
COM ABRAÃO.
Heb 9:19-20 ׂ .
MOISÉS.
Luc 2:1-7 ׂ .
NASCIMENTO DE
JESUS CRISTO.
FIM DA ERA
ANTES DE CRISTO
AC.
INÍCIO DA ERA
DEPOIS DE CRISTO.
DC. FIM DO
ANTIGO
TESTAMENTO.
AT.
COMO PODEMOS OBSERVAR, HÁ UM ESPAÇO DE TEMPO
ENTRE A MUDANÇA DAS ERAS RELACIONADAS COM JESUS
CRISTO E A MUDANÇA DOS TESTAMENTOS.
Heb 9:11-17 ׂ .
MORTE DE.
JESUS CRISTO.
NÃO HÁ COMO DETERMINAR O FINAL, TANTO DA ERA
CRISTÃ, QUANTO DO NOVO TESTAMENTO.
Gál 3:17 ׂ , SE
COM ABRAÃO, OU
Heb 9:19-20 ׂ , SE
COM MOISÉS.
INÍCIO DO
NOVO
TESTAMENTO.
NT.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 16.
X, LIVROS APÓCRIFOS.
Apócrifo segundo o minidicionário Aurélio, significa:
01, Sem autenticidade, ou cuja autenticidade não se provou.
O conciso dicionário de teologia CRISTÃ diz acerca de apócrifo:
01, Livros que datam do período intertestamentário que, julgados pela
IGREJA como espúrios, não foram aceitos no cânon do ANTIGO TESTAMENTO.
Os livros apócrifos são um conjunto de sete livros que a igreja
católica, com a sua auto autoridade, decretou que fariam parte da
BÍBLIA, a partir do ano de 1.546, após o concílio de Trento.
Os livros apócrifos foram incluídos, pela igreja católica, no ANTIGO
TESTAMENTO, das versões BÍBLICAS, editadas por ela.
Os livros apócrifos constam da relação abaixo.
01, TOBIAS.
02, JUDITE.
03, SABEDORIA DE SALOMÃO.
04, ECLESIÁSTICO.
05, BARUQUE.
06, 1ºMACABEUS.
07, 2ºMACABEUS.
XI, A BÍBLIA DESDE SUA ORIGEM ATÉ A ATUALIDADE.
A BÍBLIA, como a temos hoje, é uma grande benção para nossas vidas,
entretanto, para chegar ao ponto em que se encontra, houve muito
trabalho, tanto da parte de DEUS, como da parte de vários homens.
A BÍBLIA SAGRADA como nós a conhecemos é, na sua apresentação como
livro, uma conquista do ser humano, apoiada na tecnologia.
Porém, em seus originais, a BÍBLIA SAGRADA é muito diferente.
Os livros originais da BÍBLIA SAGRADA são totalmente manuscritos, ou
seja, escritos à mão.
Os livros originais do ANTIGO TESTAMENTO foram escritos, em sua quase
totalidade, na língua hebraica.
A totalidade do ANTIGO TESTAMENTO não é em hebraico porque há alguns
(pequenos) trechos escritos em língua aramaica.
Os livros originais do NOVO TESTAMENTO foram escritos na língua grega,
num estilo popular, chamado KOINÉ.
Atualmente, o que temos são traduções dos manuscritos originais, ou dos
mais próximos dos originais, das quais, por sua vez, há muitas versões, bem
como, correções e atualizações, sempre com a preocupação de transmitir o
significado mais consentâneo e próximo possível dos ESCRITOS originais.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 17.
A primeira tradução do ANTIGO TESTAMENTO é chamada de
SEPTUAGINTA, ou dos SETENTA, a qual é identificada pelos
algarismos romanos LXX, recebe este nome em virtude de serem
setenta e dois os tradutores, os quais, eram judeus eruditos que
viviam na cidade de Alexandria no Egito, fizeram a tradução para
a língua grega, no ano 285 AC, para os judeus que não mais
conheciam a língua hebraica.
Outra tradução importante da BÍBLIA SAGRADA é a VULGATA LATINA;
tradução feita por Jerônimo, iniciada no ano 382 DC, num latim
popular, vulgar, por isso recebeu o nome de vulgata.
A tradução mais divulgada e conhecida entre os evangélicos no
Brasil é a de João Ferreira de Almeida, da qual, há muitas
versões.
XII, PANORAMA CRONOLÓGICO DOS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS BÍBLICOS
E DOS LIVROS DA BÍBLIA SAGRADA.
Ao olharmos a BÍBLIA SAGRADA, esta, à primeira vista, pode
parecer confusa.
Esta confusão se deve, em grande parte, principalmente, ao fato
dos livros BÍBLICOS não estarem colocados na ordem cronológica
dos fatos narrados.
Para que a confusão diminua necessitamos conhecer, algumas
verdades acerca da BÍBLIA SAGRADA.
01, A BÍBLIA SAGRADA trata da queda do ser humano (através do
pecado dos nossos ancestrais Adão e Eva), e da possibilidade
deste se erguer, pela soberania, poder e vontade de DEUS,
através de JESUS CRISTO, Rom¨5:20-21.
02, JESUS CRISTO, o único pelo qual o ser humano pode erguer-se e ou
salvar−se eternamente, At¨4:12, é israelita (judeu), João¨4:9, e a
BÍBLIA SAGRADA conta a história do povo israelita (judeu), mais do
que a história de qualquer outro povo existente no mundo) com muita
riqueza de detalhes, porque, além de ser o berço de JESUS CRISTO é,
quase exclusivamente, o povo usado por DEUS, para ser o portador da
sua revelação.
03, A REVELAÇÃO DE DEUS é feita por intermédio de personagens
humanos, em tudo semelhantes a nós, os quais no transcurso da
história humana, foram escolhidos por DEUS, para essa nobre
tarefa, a exemplo dos profetas Jeremias, Jer¨1:4-10, e Amós,
Amós¨7:12-17¨(15).
04, Apesar das aparências, em contrário, há uma ordem lógica na
BÍBLIA SAGRADA.
Constatemos a lógica da narrativa da BÍBLIA SAGRADA, num simples
roteiro dos fatos mais marcantes nela narrados, acerca da humanidade.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 18.
01, A criação, inclusive a criação do ser humano.
02, A queda do homem no pecado.
03, A arca de Noé.
05, A criação do povo israelita e sua escravidão no Egito.
06, A libertação do povo israelita do Egito e sua peregrinação pelo
deserto.
07, A chegada a Canaã (a Terra prometida) e sua conquista.
08, A implantação de um reinado em Israel.
09, A divisão de Israel em dois reinos (Reino do Norte [Israel], Reino
do Sul [Judá]).
10, A destruição do reino do Norte (Israel).
11, A deportação do reino do Sul (Judá) para a Babilônia (cativeiro
babilônico).
12, A volta dos judeus, do cativeiro babilônico, para Jerusalém;
reconstrução do templo e dos muros de Jerusalém.
13, O período INTERBÍBLICO de aproximadamente 400 anos.
14, O nascimento, ministério, morte, ressurreição e ascensão de JESUS
CRISTO ao CÉU.
15, Os tempos apostólicos e a IGREJA primitiva.
16, A conclusão da BÍBLIA SAGRADA, com os livros do NOVO TESTAMENTO.
17, O fim, com a vitória total de DEUS sobre o mal e a ida dos SALVOS
POR JESUS CRISTO para o CÉU e dos incrédulos para o inferno.
Para facilitar ainda mais a nossa compreensão, temos a seguir um
panorama cronológico dos livros da BÍBLIA SAGRADA e dos fatos mais
importantes neles relatados.
LIVRO 01, GÊNESIS.
01, Pré−história.
02, O princípio.
03, A criação.
04, A criação do homem.
05, Adão e Eva no Éden.
06, Queda do homem no pecado.
07, O primeiro homicídio.
08, Noé e o dilúvio.
09, A torre de Babel e a confusão de línguas.
Para estes eventos históricos, não há como determinar, nem por
aproximação, datas históricas.
OS PATRIARCAS.
01, Nascimento de Abraão, Aproximadamente 2.160 AC.
02, Nascimento de Isaque, Aproximadamente 2.060 AC.
03, Nascimento de Jacó, Aproximadamente 2.000 AC.
04, José é vendido para o Egito, Aproximadamente 1.889 AC.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 19.
ISRAEL NO EGITO.
01, Migração de Jacó com toda a sua família para o Egito,
Aproximadamente 1.870 AC.
02, Escravização dos Israelitas no Egito, Aproximadamente 1.580 a 1.440
AC.
03, Nascimento de Moisés, Aproximadamente 1.520 AC.
LIVRO 02, ÊXODO.
LIVRO 03, LEVÍTICO.
LIVRO 04, NÚMEROS.
LIVRO 05, DEUTERONÔMIO.
01, Saída, rápida, dos Israelitas do Egito, entrega da Lei no monte Sinai
e peregrinação no deserto, durante quarenta anos, até sua chegada a
Canaã (A TERRA PROMETIDA), Aproximadamente, entre 1.440 a 1.400 AC.
LIVRO 06, JOSUÉ.
01, Início da conquista de Canaã sob o comando de Josué,
Aproximadamente, 1.400 AC.
LIVRO 07, JUÍZES.
LIVRO 08, RUTE.
01, Início do período dos Juízes, Aproximadamente 1.390 AC.
LIVRO 09, 1ºSAMUEL.
LIVRO 10, 2ºSAMUEL.
O REINO UNIDO DE ISRAEL.
01, Reinado de Saul, Aproximadamente 1.050 a 1.010 AC.
02, Reinado de Davi, Aproximadamente 1.010 a 970 AC.
A grande maioria dos SALMOS (LIVRO 11) foi escrita pelo rei Davi.
LIVRO 12, 1ºREIS.
LIVRO 13, 2ºREIS.
LIVRO 14, 1ºCRÔNICAS.
LIVRO 15, 2ºCRÔNICAS.
PERÍODO DO ANTIGO TESTAMENTO NO QUAL VIVERAM E MINISTRARAM OS
PRINCIPAIS PROFETAS DO POVO DE DEUS (POVO ISRAELITA).
970 a 931 AC, Reinado de Salomão, o qual, segundo consta escreveu os
próximos três livros.
LIVRO 16-PROVÉRBIOS,
LIVRO 17-ECLESIASTES,
LIVRO 18-CÂNTICO DOS CÂNTICOS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 20.
Após a morte Salomão, Israel se divide em dois reinos,
1ºReis¨12:20; 2ºCrô¨10:1-19¨(18-19).
COM A QUEDA DO REINO DO NORTE, ISRAEL FICOU REDUZIDO A JUDÁ.
931 a 913 AC.
913 a 911 AC.
911 a 870 AC.
870 a 848 AC.
848 a 841 AC.
841 AC.
841 a 835 AC.
835 a 796 AC.
796 a 781 AC.
796 a 781 AC.
740 a 736 AC.
736 a 716 AC.
Roboão.
Abias.
Asa.
Josafá.
Jeorão.
Acazias.
Atália.
Joás.
Amazias.
Uzias.
(Azarias).
Jotão.
Acaz.
Jeroboão I.
Nadabe.
Baasa.
Elá.
Zinri.
Onri.
Acabe.
Jorão.
Jeú.
Jeoacaz.
Jeoás.
Jeroboão II.
Zacarias.
Salum.
Menaém.
Pecaías.
Peca.
Oséias.
931 a 910 AC.
910 a 909 AC.
909 a 886 AC.
886 a 885 AC.
885 AC.
885 a 874 AC.
874 a 853 AC.
852 a 841 AC.
841 a 814 AC.
814 a 798 AC.
798 a 783 AC.
783 a 743 AC.
743 AC.
743 AC.
743 a 738 AC.
738 a 737 AC.
737 a 732 AC.
732 a 723 AC.
DATAS. REIS. DATAS. REIS.
Obadias, Liv. 19.
Joel, Livro 20.
Isaías, Livro 22.
Miquéias, L, 25.
PROFETAS
Elias.
Eliseu.
Jonas, Livro 21.
Amós, Livro 23.
Oséias, Liv 24.
PROFETAS
716 a 687 AC.
687 a 642 AC.
642 a 640 AC.
640 a 609 AC.
609 AC.
609 a 598 AC.
598 AC.
598 a 587 AC.
Ezequias.
Manassés.
Amom.
Josias.
Joacaz.
Jeoaquim.
Joaquim.
Zedequias.
LIVRO 26, JEREMIAS.
LIVRO 27, LAMENTAÇÕES DE
JEREMIAS.
LIVRO 28, NAUM.
LIVRO 29, SOFONIAS
LIVRO 30, HABACUQUE.
DATAS. REIS. LIVROS.
REINO DE JUDÁ (SUL). REINO DE ISRAEL (NORTE).
O REINO DE ISRAEL DIVIDIDO.
722 AC. Queda do reino do Norte. 2ºReis 17:6-24.
ÚLTIMOS ANOS DO REINO DE JUDÁ.
QUEDA DE JERUSALÉM E CATIVEIRO BABILÔNICO DOS JUDEUS.
2ºReis¨25:1-21; 2ºCrô¨36:15-21.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 21.
O FIM Culminará com a vitória total de DEUS sobre o mal, a permanência
eterna dos crentes em JESUS CRISTO com DEUS e a permanência eterna dos
incrédulos no inferno, juntamente, com o diabo e seus anjos.
Os livros do NOVO TESTAMENTO não estão relacionados, em virtude do
pequeno espaço de tempo em que todos eles foram escritos (no máximo,
entre os anos 45 e 96 A D.).
QUEDA DE JERUSALÉM E CATIVEIRO BABILÔNICO DOS JUDEUS.
2ºReis¨25:1-21; 2ºCrô¨36:15-21.
DATAS. ACONTECIMENTOS. LIVROS.
586 AC.
539 AC.
538 AC.
520 AC.
Aproximadamente
400 AC.
Habitantes de Judá levados
cativos para a Babilônia.
Início do domínio
Medo-Persa.
Ordem de Ciro para a volta
dos judeus a Jerusalém,
2ºCrô 36:22-23 ׂ .
Reconstrução do templo de
Jerusalém.
Reconstrução dos muros de
Jerusalém.
Início do período
INTERBÍBLICO.
LIVRO 31, EZEQUIEL.
LIVRO 32, DANIEL.
LIVRO 33, ESTER.
LIVRO 34, JÓ.
LIVRO 35, ESDRAS.
LIVRO 36, NEEMIAS.
LIVRO 37, AGEU.
LIVRO 38, ZACARIAS.
LIVRO 39, MALAQUIAS.
DATAS. ACONTECIMENTOS.
PERÍODO INTERBÍBLICO.
PERÍODO INTERBÍBLICO.
Nascimento de JESUS CRISTO.
1º, Fim da era ANTES DE CRISTO.
2º, Início da ERA CRISTÃ.
1º, Morte de JESUS CRISTO.
2º, Fim do ANTIGO TESTAMENTO.
3º, Início do NOVO TESTAMENTO.
Encerramento do CÂNON DO NOVO
TESTAMENTO.
O FIM.
Quando acontecerá o final do
estado de coisas como nós as
conhecemos atualmente.
De aproximadamente 400 AC até o
nascimento de JESUS CRISTO.
Aproximadamente 4 a 7 AC.
Ano 1 DC.
Aproximadamente 27 DC.
Aproximadamente 100 DC.
Data incerta no futuro.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 22.
As datas podem não ser a exata expressão da verdade, porém, para este
estudo, o presente mapa cumpre seus propósitos.
Vimos assim, ainda que de modo conciso, o panorama dos acontecimentos
mais marcantes da BÍBLIA SAGRADA.
Com este panorama em mente torna-se muito mais fácil compreender os
acontecimentos históricos narrados na BÍBLIA SAGRADA, ainda que os
livros não estejam colocados na ordem em que o fatos aconteceram.
XIII, QUADRO HISTÓRICO GERAL SIMPLIFICADO E DO MINISTÉRIO DOS
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO.
1ºPERÍODO.
LIVROS DA LEI OU PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1ºSAMUEL, 2ºSAMUEL,
1ºREIS até capítulo 12:20 e 2ºCRÔNICAS até capítulo 10:19.
Narra a história dos começos, até a divisão de Israel em dois reinos.
1o Reino do Sul (Judá), Rei Roboão.
2o Reino do Norte (Israel), Rei Jeroboão.
2º PERÍODO.
1ºREIS desde 12:21 até 2ºREIS¨17:23; 2ºCRÔNICAS desde 10:19, até
2ºCRÔNICAS cap¨28 no reinado de Acaz rei de Judá, ainda que, neste
capítulo não haja referência ao reino do norte.
Narra a história dos Israelitas desde a sua divisão em dois reinos até
a destruição do Reino do norte (Israel), pela Assíria.
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO E QUE MINISTRARAM NESTE PERÍODO.
REINO DO SUL (JUDÁ). REINO DO NORTE (ISRAEL).
OBADIAS. OSÉIAS.
JOEL. AMÓS.
ISAÍAS. JONAS.
MIQUÉIAS.
3º PERÍODO.
2ºREIS desde o cap 18:1, até o cap 25, e 2ºCRÔNICAS desde o cap
28:27, até o cap 36.
Narra a história de Israel (Judá) desde a destruição do Reino do
norte, até o cativeiro babilônico do Reino do sul (Judá).
2ºREIS narra fatos do cativeiro.
2ºCRÔNICAS narra fatos do cativeiro até a ordem de Ciro para a volta
dos judeus a Jerusalém.
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO E QUE MINISTRARAM NESTE PERÍODO.
HABACUQUE.
SOFONIAS.
NAUM.
JEREMIAS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 23.
4º PERÍODO.
Narra acontecimentos durante o cativeiro babilônico do povo Judeu.
ESTER, Narra acontecimentos durante o cativeiro babilônico do povo
Judeu, porém, já no tempo do domínio do império medo persa.
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO E QUE MINISTRARAM NESTE PERÍODO.
EZEQUIEL.
DANIEL.
5º PERÍODO.
ESDRAS, NEEMIAS, Narram a história da volta dos judeus do
cativeiro babilônico.
PROFETAS QUE TÊM LIVRO PRÓPRIO E QUE MINISTRARAM NESTE PERÍODO.
AGEU.
ZACARIAS.
MALAQUIAS.
6º PERÍODO.
PERÍODO INTERBÍBLICO.
Neste período não há nenhum livro Bíblico escrito.
7º PERÍODO.
O NOVO TESTAMENTO.
No início deste período foram escritos todos os livros do NOVO TESTAMENTO.
XIV, UM POUCO SOBRE OS LIVROS DA BÍBLIA E SEUS AUTORES HUMANOS.
Este capítulo nos esclarece um pouco sobre alguns aspectos acerca dos
livros da BÍBLIA SAGRADA, bem como sobre os seus autores humanos.
Veremos os livros na seqüência em que estão colocados na BÍBLIA SAGRADA.
XIV, 1, LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 01, GÊNESIS.
O livro de Gênesis pertence aos Livros da Lei ou Pentateuco.
A autoria de Gênesis é atribuída a Moisés.
Gênesis é o livro da BÍBLIA que fala dos começos:
01, Criação do mundo e de tudo o que existe.
02, Criação do homem e seu primeiro pecado.
03, Promessa do SALVADOR.
04, Criação do povo israelita.
Gênesis, não é um simples livro de textos a respeito da história
da humanidade; também, não é um livro científico, seus
ensinamentos são centralizados, diretamente, no plano de DEUS
acerca da redenção da humanidade.
Gênesis é um livro de princípios religiosos, ou de fé, assim sendo,
nele encontraremos, apenas, material referente a isto.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 24.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 02, ÊXODO.
Este livro pertence aos Livros da Lei ou Pentateuco.
A autoria de Êxodo é atribuída a Moisés.
A palavra Êxodo significa, saída, partida.
O livro de Êxodo trata da saída do povo israelita do Egito.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 03, LEVÍTICO.
Este livro pertence aos Livros da Lei ou Pentateuco.
A autoria de Levítico é atribuída a Moisés.
A raiz da palavra Levítico é Levi, a tribo israelita separada por DEUS
para o serviço religioso do tabernáculo e depois do templo.
Nem todos os levitas eram sacerdotes, porém, todos os sacerdotes
teriam que ser levitas.
Levítico é um livro que trata do ritual religioso, o qual constava,
principalmente, dos sacrifícios, mas também, dos demais ofícios dos
sacerdotes.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 04, NÚMEROS.
Este livro pertence aos Livros da Lei ou Pentateuco.
A autoria de Números é atribuída a Moisés.
O título do livro vem do fato do mesmo relatar dois censos, capítulos
1 e 26, os quais, já que são censos, tratam de números.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 05, DEUTERONÔMIO.
Este livro pertence aos Livros da Lei ou Pentateuco.
A autoria de Deuteronômio é atribuída a Moisés.
Seu nome deriva de uma interpretação errada dos tradutores da LXX,
estes pensaram que este livro se tratava de uma segunda LEI.
Deuteronômio é, isto sim, uma repetição da LEI encontrada nos livros
anteriores, porém, com uma visão mais abrangente da mesma.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 06, JOSUÉ.
Este é um livro histórico.
Seu autor é desconhecido, porém, alguns estudiosos atribuem a Samuel a
autoria deste livro.
O nome Josué significa “Yahweh é SALVADOR” ou “Salvação de Yahweh”, é
equivalente a JESUS.
O nome do livro deriva-se do líder inicial da conquista da Terra
prometida por DEUS a Israel.
Acredita-se que foi escrito no tempo dos reis de Israel.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 25.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 07, JUÍZES.
Este é um livro histórico que narra a história de Israel depois da
morte de Josué, até o ministério de Samuel.
Seu autor é desconhecido, porém, a exemplo de Josué, alguns estudiosos
atribuem a Samuel a autoria deste livro.
O livro é marcado pela desobediência do povo israelita a DEUS,
provindo daí o castigo.
Após o castigo havia arrependimento e clamor a DEUS, o qual, enviava
livramento, através de libertadores (juízes).
Em virtude deste fato, é um livro que narra altos e baixos do povo israelita.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 08, RUTE.
Este é um livro histórico, cujo nome está ligado à figura central do
mesmo, a qual é Rute.
Seu autor é desconhecido e não há unanimidade quanto à data em
que foi escrito.
A história de Rute acontece no tempo dos juízes de Israel, a qual, era
uma moabita (gentia) que, em sua terra, casou com um israelita; ficou
viuva e veio para Israel com sua sogra, casou, novamente, com outro
israelita de nome Boaz.
Rute é bisavó do rei Davi.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 09, 1º SAMUEL.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 10, 2º SAMUEL.
Estes dois livros são históricos e narram a vida e o ministério de
Samuel e continua, além da sua morte, até a velhice do rei Davi.
O autor destes livros é desconhecido e é quase certo que foram
escritos um pouco depois da divisão de Israel em dois reinos.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 11, 1º REIS.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 12, 2º REIS.
Estes dois livros são históricos e narram a história de Israel desde o final
da vida de Davi até o cativeiro babilônico e a destruição de Jerusalém.
É quase certo que foram escritos durante o cativeiro babilônico, mas,
seu autor é desconhecido.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 13, 1º CRÔNICAS.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 14, 2º CRÔNICAS.
Estes dois livros são históricos e praticamente, paralelos a 1ºSamuel,
do capítulo oito em diante, 2ºSamuel, 1ºReis e 2ºReis.
Segundo os estudiosos foi escrito muito tempo depois de 1ºReis e
2ºReis, talvez, por volta de 300 AC.
Seu autor, também, é desconhecido.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 26.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 15, ESDRAS.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 16, NEEMIAS.
Estes dois livros são históricos e seus nomes devem-se aos principais
personagens neles narrados.
Os estudiosos crêem que foram escritos pelo mesmo autor de 1ºCRÔNICAS
e 2º CRÔNICAS, portanto, aproximadamente na mesma data.
É quase certo que Esdras e Neemias eram inicialmente um só livro.
Estes livros narram aspectos da história da volta dos judeus do
cativeiro babilônico.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 17, ESTER.
Este livro é histórico.
O nome do livro está ligado a Ester, uma judia casada com o rei
Assuero da Pérsia, a qual, com sua decisão heróica, livra o povo judeu
de um massacre premeditado por Amã.
Alguns estudiosos acham que Mardoqueu escreveu o livro, porém não há
unanimidade.
A data em que foi escrito, também, não é conhecida com exatidão.
É o único livro da BÍBLIA no qual não aparece o nome de DEUS, porém,
sem nenhuma dificuldade verificamos a sua, sempre, impressionante,
presença e ação.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 18, JÓ.
Jó é um livro poético.
Seu autor é desconhecido e quanto à época em que foi escrito há duas
correntes, a primeira afirma que foi escrito durante o reinado de
Salomão, a segunda durante ou após o exílio babilônico.
Seu nome vem do seu personagem principal, qual seja Jó e narra sua
história, a de um homem reto que é acusado por satanás de servir a
DEUS por interesse.
DEUS dá certa liberdade a satanás para provar a idoneidade de Jó, o qual
passa por grandes sofrimentos, porém, ao final, sua dignidade é restituída.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 19, SALMOS.
O livro de Salmos é um livro poético.
Consta de hinário israelita (judeu), como na atualidade há os hinários
denominacionais.
Em hebraico é chamado de LOUVORES.
A septuaginta usa o termo MELODIAS.
O livro de Salmos tem vários autores, porém, Davi é seu maior autor,
com 73 Salmos.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 27.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 20, PROVÉRBIOS.
Provérbios é um livro poético.
A palavra provérbio é uma tradução da palavra hebraica “MASHAL”, que
significa, “SER COMO” e tem em primeiro lugar, o significado de comparação.
Porém, há neste livro várias passagens que não são provérbios, no
sentido estrito.
A autoria do livro parece estar dividida entre três autores, quais
sejam, Salomão, Agur e Lemuel.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 21, ECLESIASTES, OU PREGADOR.
Este é um livro poético.
Seu nome (não sabemos porquê, já que pertence ao ANTIGO TESTAMENTO) provém do
grego que significa uma pessoa que reúne a congregação, ou eclésia.
Sua autoria é, grandemente, atribuída a Salomão, porém, há estudiosos
que sugerem, não ter sido Salomão o autor de Eclesiastes.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 22, CÂNTICO DOS CÂNTICOS.
Este é um livro poético.
A autoria do livro é atribuída a Salomão, apesar de haver alguns
estudiosos contrários.
Há vários pontos de vista, quanto à natureza deste livro, dos quais,
três se destacam.
1o, PRIMEIRO PONTO DE VISTA ALEGÓRICO.
Segundo este ponto de vista (o mais antigo de todos), por volta do ano
90 AC, os rabinos judeus interpretavam o livro, como que descrevendo o
relacionamento entre DEUS e Israel, de forma figurativa.
2o, SEGUNDO PONTO DE VISTA ALEGÓRICO.
Os líderes da IGREJA primitiva, ensinavam que o livro é a descrição
do amor entre JESUS CRISTO e a IGREJA.
3o, O PONTO DE VISTA LITERAL.
A admissão de que o livro se refere literalmente ao amor humano
entre um homem e uma mulher.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 23, ISAÍAS.
Este livro pertence aos profetas maiores.
A autoria é atribuída a Isaías, porém, do capítulo 40 ao 66 há
discordância.
O nome Isaías significa “SALVAÇÃO DE YAHWEH”, ou “YAHWEH SALVA”.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 28.
O livro de Isaías é considerado o maior dos livros proféticos do
ANTIGO TESTAMENTO.
É, também, considerado o profeta EVANGÉLICO.
Isaías exerceu seu ministério no reino do Sul (Judá).
O ministério de Isaías iniciou em 740 AC, e terminou, aproximadamente
em 700 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 24, JEREMIAS.
Este livro pertence aos profetas maiores.
Jeremias é o protagonista profético, porém, não é certo que Jeremias
escreveu o livro, é mais provável ter sido Baruque, seu amanuense
(escrevente), Jer¨36:4, 32.
Jeremias significa “YAHWEH AJUDA”.
Jeremias iniciou seu ministério em Judá, por volta de 626 AC, antes do
cativeiro babilônico e teve a duração de quarenta anos.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 25, LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS.
Este livro pertence aos livros poéticos.
É atribuído a Jeremias, entretanto, tal atribuição não é unânime.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 26, EZEQUIEL.
Este livro pertence aos profetas maiores.
A autoria de Ezequiel é atribuída ao próprio profeta.
Ezequiel significa “DEUS FORTALECERÁ”.
Ezequiel exerceu seu ministério profético na Babilônia para os judeus,
durante o cativeiro.
Seu ministério profético inicia em 592 antes de CRISTO, antes da queda
total de Jerusalém e termina em 570 antes de CRISTO, já no cativeiro
babilônico.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 27, DANIEL.
Este livro pertence aos profetas maiores.
A autoria de Daniel é atribuída ao próprio profeta.
Daniel significa “DEUS é meu juiz”.
Daniel exerceu seu ministério profético para os judeus, na Babilônia,
durante o cativeiro babilônico.
É um dos deportados de Judá para a Babilônia, onde exerceu seu
ministério profético por volta de 620 AC. e durou aproximadamente
cinqüenta anos.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 29.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 28, OSÉIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Oséias é atribuída ao próprio profeta.
O nome Oséias significa “SALVAÇÃO” e é equivalente a Josué ou JESUS.
Oséias exerceu seu ministério profético no reino do Norte (Israel).
O ministério de Oséias aconteceu por volta de 730 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 29, JOEL.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Joel é atribuída ao próprio profeta.
O nome Joel significa “YAHWEH É DEUS”.
Joel exerceu seu ministério profético no reino do Sul (Judá).
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 30, AMÓS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Amós é atribuída ao próprio profeta.
O nome Amós significa “SUSTENTADO”.
Amós exerceu seu ministério profético no reino do Norte (Israel).
O ministério de Amós ocorreu por volta de 760 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 31, OBADIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Obadias é atribuída ao próprio profeta.
O nome Obadias significa “SERVO DE YAHWEH”, porém, acerca do profeta,
nada se sabe.
Obadias exerceu seu ministério profético no reino do Sul (Judá).
O livro foi escrito, provavelmente, entre 845 AC. e 586 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 32, JONAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Jonas não é conhecida.
A data provável em que o livro foi escrito é por volta de 600 AC.
Jonas exerceu seu ministério profético no reino do Norte (Israel).
Este livro mostra o grande amor de DEUS pela humanidade.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 30.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 33, MIQUÉIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Miquéias é atribuída ao próprio profeta.
Miquéias significa “QUEM É COMO YAHWEH¨?”.
Miquéias exerceu seu ministério no reino do Sul (Judá).
Seu ministério profético ocorreu por volta de 710 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 34, NAUM.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Naum é atribuída ao próprio profeta.
O nome Naum dá idéia de “CONSOLAÇÃO”.
Naum exerceu seu ministério em Judá.
O ministério de Naum ocorreu por volta de 620 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 35, HABACUQUE.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Habacuque é atribuída ao próprio profeta.
O nome Habacuque vem de uma raiz que significa “AFETO, ou ABRAÇO”.
Habacuque exerceu seu ministério profético em Judá.
Seu ministério profético ocorreu por volta de 610 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 36, SOFONIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Sofonias é atribuída ao próprio profeta.
Sofonias significa “YAHWEH ESCONDE” ou “A QUEM YAHWEH ESCONDE”.
Sofonias exerceu seu ministério em Judá.
Sofonias profetizou durante o reinado de Josias, de 640 AC, até 609 AC.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 37, AGEU.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Ageu é atribuída ao próprio profeta.
Ageu significa “FESTIVO”.
Nada se sabe da vida de Ageu.
Ageu exerceu seu ministério em Judá.
Seu ministério profético aconteceu em 520 AC, logo após a volta dos
judeus para Jerusalém.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 31.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 38, ZACARIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Zacarias é atribuída ao próprio profeta.
Seu nome em hebraico significa “FESTA, OU FESTIVAL”.
Pouco ou nada se sabe sobre Zacarias.
Zacarias exerceu seu ministério profético em Judá.
Zacarias iniciou seu ministério em 520 AC, e profetizou por vários anos.
ANTIGO TESTAMENTO, LIVRO 39, MALAQUIAS.
Este livro pertence aos profetas menores.
A autoria de Malaquias é atribuída ao próprio profeta.
Malaquias significa “MEU MENSAGEIRO (ANJO)”.
Nada se sabe da vida de Malaquias.
Malaquias exerceu seu ministério profético em Judá.
A data mais provável do ministério de Malaquias é entre 470 e 460 AC.
Como já frisamos, o ANTIGO TESTAMENTO termina sua vigência com a morte
de JESUS CRISTO, não com o último profeta.
XIV, 2, LIVROS DO NOVO TESTAMENTO.
Como já frisamos, o NOVO TESTAMENTO inicia sua vigência com a morte de JESUS
CRISTO, não com o seu nascimento, ou com o início do EVANGELHO segundo Mateus.
Os livros do NOVO TESTAMENTO foram escritos num espaço de tempo bem
reduzido (no máximo, entre os anos 45 e 96 depois de JESUS CRISTO).
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 01, MATEUS.
Escrito entre os anos 60 e 70 DC.
Este livro pertence ao EVANGELHO.
A autoria do EVANGELHO segundo Mateus é atribuída a Mateus, o apóstolo.
Este livro foi escrito para CRISTÃOS judeus.
Mateus apresenta JESUS CRISTO como o REI e ou o MESSIAS prometido.
O reino dos céus é grandemente enfatizado em Mateus, exemplo Mateus
capítulo 13.
Mateus trata especialmente dos ensinos de JESUS CRISTO.
O propósito do EVANGELHO SEGUNDO MATEUS é apresentar a história do
nascimento, ministério, morte e ressurreição de JESUS CRISTO, para
provar aos judeus que JESUS CRISTO é o MESSIAS prometido.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 32.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 02, MARCOS.
Escrito entre os anos 50 e 55 DC.
Este livro pertence ao EVANGELHO.
A autoria do EVANGELHO segundo Marcos é atribuída ao próprio Marcos.
O EVANGELHO segundo Marcos foi o primeiro a ser escrito.
Marcos é o mais conciso dos quatro evangelistas, escreve em poucas
palavras, como um repórter.
Marcos apresenta JESUS CRISTO como servo de DEUS.
“O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para
dar a sua vida em resgate de muitos”, Mar¨10:45.
Marcos trata mais dos atos do que das palavras de JESUS CRISTO.
Foi escrito para CRISTÃOS gentios em geral e, particularmente, para os
romanos, para ajudá-los a compreenderem melhor a vida, obra, atos e
ensinos de JESUS CRISTO.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 03, LUCAS.
Escrito no Ano 60 DC.
Este livro pertence ao EVANGELHO.
A autoria do EVANGELHO segundo Lucas é atribuída ao próprio Lucas, que
era médico, e é quase certo que não pertencia ao povo judeu.
Lucas apresenta JESUS CRISTO como o FILHO DO HOMEM.
“O Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”,
Luc¨19:10.
Lucas escreve como um historiador.
Este livro é endereçado a um CRISTÃO chamado Teófilo, o qual era
grego, dando a entender que Lucas tinha em mente, disseminar o
EVANGELHO entre os gregos.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 04, JOÃO.
Escrito aproximadamente no ano 90 DC.
Este livro pertence ao EVANGELHO.
A autoria do EVANGELHO segundo João é atribuída ao apóstolo João.
João apresenta JESUS CRISTO como o FILHO DE DEUS.
“Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o
Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”, João¨20:31.
O EVANGELHO de João foi escrito, particularmente, para os gregos.
João apresentou JESUS CRISTO, como a resposta aos problemas,
também, dos gregos.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 33.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 05, ATOS DOS APÓSTOLOS.
Escrito aproximadamente no ano 60 DC.
Atos dos apóstolos é de caráter histórico, narra a história dos
principais apóstolos que, sob o poder do ESPÍRITO SANTO, implantaram e
expandiram a IGREJA de JESUS CRISTO, no início do CRISTIANISMO.
A autoria de Atos dos Apóstolos é atribuída a Lucas, o Evangelista.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 06, ROMANOS.
Escrito no ano 57 DC.
A carta de Paulo aos Romanos é uma carta de cunho doutrinário.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 07, 1ªCORÍNTIOS.
Escrito no ano 55 DC.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 08, 2ªCORÍNTIOS.
Escrito no ano 56 DC.
As duas cartas de Paulo aos Coríntios são, principalmente, de cunho
doutrinário.
Talvez, o maior problema dos crentes da IGREJA de Corinto fosse suas
divisões internas.
Há algumas evidências de que Paulo escreveu uma terceira carta aos
Coríntios, porém, se a escreveu, esta está perdida, ou então não foi
considerada canônica.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 09, GÁLATAS.
Escrito no ano 49 DC.
A carta de Paulo aos Gálatas é de cunho doutrinário.
A ênfase doutrinária é, principalmente, contra os judaizantes, os
quais ensinavam que se os CRISTÃOS gentios não fossem circuncidados e
não guardassem a LEI, não seriam salvos.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 10, EFÉSIOS.
Escrito no ano 61 DC.
A carta de Paulo aos Efésios é de cunho doutrinário.
Vários estudiosos afirmam que a carta aos Efésios não foi enviada
apenas para a IGREJA em Éfeso, mas, para um grupo de IGREJAS da Ásia.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 11, FILIPENSES.
Escrito no ano 62 DC.
A carta de Paulo aos Filipenses tem caráter pessoal, na qual,
demonstra a sua gratidão ao amor que lhe foi dispensado pela IGREJA,
mas também trata de assuntos doutrinários.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 34.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 12, COLOSSENSES.
Escrito no ano 61 DC.
A carta de Paulo aos Colossenses tem caráter doutrinário.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 13, 1ªTESSALONICENSES.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 14, 2ªTESSALONICENSES.
Estes dois livros foram escritos no ano 52 DC.
Estas cartas de Paulo aos Tessalonicenses são, principalmente, de
caráter doutrinário.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 15, 1ªTIMÓTEO.
Escrito no ano 64 DC.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 16, 2ªTIMÓTEO.
Escrito no ano 66 ou 67 DC.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 17, TITO.
Escrito no ano 64 DC.
Estas três cartas de Paulo (duas a Timóteo e uma a Tito) também são
chamadas de cartas pastorais de Paulo, já que são dirigidas a pastores.
Têm o objetivo de incentivá-los no seu ministério, o qual, inclui o
combate às heresias.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 18, FILEMON.
Escrito no ano 61 DC.
A carta de Paulo a Filemom é uma carta pessoal, instruindo-o a agir de forma
correta, e CRISTÃ, em relação a um de seus escravos que havia fugido.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 19, HEBREUS.
Escrito entre os anos 60 a 70 DC.
Esta carta é de autoria desconhecida.
É uma carta enviada para crentes judeus, ou de origem judaica.
É uma carta extremamente doutrinária, principalmente, quanto à pessoa
de JESUS CRISTO.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 20, TIAGO.
Escrito no ano 45 ou 62 DC.
A carta de Tiago pertence ao grupo das cartas gerais.
A maioria dos estudiosos atribui a autoria desta carta a Tiago, meio
irmão de JESUS CRISTO.
O propósito desta carta é mostrar que a fé em JESUS CRISTO deve ser
aplicada a todas as experiências e relações dos CRISTÃOS.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 35.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 21, 1ªPEDRO.
Escrito no ano 63 ou 64 DC.).
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 22, 2ªPEDRO.
Escrito no ano 66 ou 67 DC.
A duas cartas de Pedro pertencem ao grupo das cartas gerais.
A primeira coloca a esperança do CRISTÃO acima de tudo.
A Segunda fala sobre falsos mestres na IGREJA e exorta os CRISTÃOS a
permanecerem na verdade mesmo que estivessem rodeados de mentira, erro
e infidelidade.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 23, 1ªJOÃO.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 24, 2ªJOÃO.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 25, 3ªJOÃO.
Estes três livros foram escritos aproximadamente no ano 90 DC.
As três cartas de João pertencem ao grupo das cartas gerais.
A autoria destas cartas é atribuída a João o apóstolo e Evangelista.
A primeira é essencialmente de cunho doutrinário.
As duas últimas cartas têm como ênfase o aconselhamento às IGREJA para
não receberem mestres heréticos.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 26, JUDAS.
Escrito aproximadamente no ano 66 DC.).
Esta carta pertence ao grupo das cartas gerais.
A autoria desta carta é atribuída a Judas, meio irmão de JESUS CRISTO.
Esta carta foi escrita para prevenir a IGREJA contra a perversão da
doutrina da GRAÇA.
Tal perversão levava a um baixo padrão moral, em todos os sentidos.
NOVO TESTAMENTO, LIVRO 27, APOCALIPSE.
Escrito aproximadamente no ano 96 DC.).
A autoria do Apocalipse ainda que, largamente, atribuída a João, o
autor do EVANGELHO segundo João e autor das três cartas de João, não é
unanimidade entre os eruditos.
O livro narra, principalmente, e por antecedência, a vitória, certíssima,
de DEUS, sobre todos os poderes do mal.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 36.
XV, O MANUSEIO DA BÍBLIA SAGRADA.
A BÍBLIA SAGRADA há de ser bem manuseada para o bem de todas as
pessoas que a lêem e a estudam.
Em primeiro lugar, para que a BÍBLIA SAGRADA seja bem manuseada, é
necessário decorar os nomes e a ordem de todos os seus livros.
Quando todos os presentes num culto conhecem a ordem dos livros da
BÍBLIA SAGRADA, o culto flui com uma dinâmica bem rápida.
Caso contrário, a dinâmica do culto fica muito vagarosa, ou muitas
pessoas, que dele participam ficam sem acompanhar, em suas BÍBLIAS, a
leitura BÍBLICA que é realizada.
Outra necessidade do bom manuseio da BÍBLIA SAGRADA é para a leitura
ou estudo de um livro, revista, folheto, etc., que verse sobre um
assunto BÍBLICO.
Praticamente toda a literatura que versa sobre um assunto BÍBLICO traz no
seu conteúdo, uma ou mais, referências BÍBLICAS, as quais, devem ser bem
entendidas, para a boa compreensão da leitura ou do estudo realizado.
Toda a referência BÍBLICA inicia com o nome do livro, geralmente, de
forma abreviada.
As referências aos livros da BÍBLIA SAGRADA não são usadas por todos
os escritores e autores da mesma forma, porém, todas elas indicam
claramente os livros a que se referem.
As referências usadas em nossos estudos são as que constam no capítulo
VIII, 1, A, e VIII, 1, B, deste estudo.
Damos a seguir dois exemplos de abreviaturas para livros BÍBLICOS.
EVANGELHO segundo Mateus, Mt; Mat.
Carta aos Hebreus, Hb; Heb.
Logo após a abreviatura do livro há um número, exemplos:
Mat¨5; Heb¨7.
O número colocado após a abreviatura do livro BÍBLICO, trata-se do
capítulo do livro referido.
Após o número do capítulo, alguns autores colocam um ponto, outros
colocam dois pontos.
Este ponto, ou dois pontos, separa o capítulo do (s) versículo (s) a
serem lidos, exemplos:
Mt¨5. ; Mat¨5: ; Hb¨10. ; Heb10:.
Desde que haja um ponto, ou dois pontos há, logo a seguir, um
número, exemplos:
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 37.
Mat¨5:4; Heb¨10:7.
Esse número é referente ao versículo a ser lido.
Se a referência BÍBLICA termina aí, a passagem a ser lida é apenas, no
caso dos exemplos anteriores, Mateus capítulo 5 versículo 4, e Hebreus
capítulo 10 versículo¨7.
Porém, após este número, pode haver uma vírgula e outro número, exemplos:
Mat¨5:4, 7; Heb¨10:7, 10.
Esta vírgula significa que a passagem a ser lida é, no primeiro exemplo,
Mateus capítulo 5, o versículo 4 e o versículo 7; no segundo exemplo,
Hebreus capítulo 10, o versículo 7 e o versículo 10.
No lugar da vírgula pode haver um traço, exemplos:
Mat¨5:4-7; Heb¨10:7-10.
Este traço significa que a leitura BÍBLICA a ser feita é contínua, ou
seja, do versículo indicado em primeiro lugar, até o versículo
indicado em segundo lugar.
No primeiro exemplo, a leitura a ser feita é, Mateus capítulo 5 do
versículo 4 até o versículo 7; no segundo exemplo, Hebreus capítulo 10
do versículo 7 até o versículo 10.
Esta mesma orientação serve para leituras em vários capítulos da
BÍBLIA SAGRADA.
1O EXEMPLO.
Mat¨5:1, 7:13; Heb¨10:5, 12:3; estas indicações mostram que a leitura
deve ser feita em Mat¨5:1 e Mat¨7:13 e em Heb¨10:5 e Heb¨12:3.
Há autores que em lugar da vírgula, colocam ponto e vírgula, ex.
Mat¨5:1; 7:13; Heb¨10:5; 12:3.
Em nossos estudos usamos a vírgula para separar versículos e ou
capítulos do mesmo livro, já o ponto e vírgula, usamos para separar
livros diferentes.
2o EXEMPLO.
Mat¨5:1-7:13; Heb¨10:5-12:3; no primeiro caso, a leitura deve ser
feita, continuadamente, desde Mat¨5:1 até Mat¨7:13; no segundo caso,
de Heb¨10:5 até Heb¨12:3.
Há ainda as referências combinadas tais como, 1ªCor¨8:6, 8-12;
João¨3:17-21, 32.
Neste caso as regras anteriores se sobrepõem.
Quando estas regras são seguidas, o leitor ou estudioso tem muito mais
possibilidades de alcançar o objetivo, ao ler ou estudar algum
material escrito acerca de um tema BÍBLICO.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 38.
XVI, CUIDADOS A CONSIDERAR AO DECLARAR OU ANUNCIAR OS NOMES DE
ALGUNS LIVROS BÍBLICOS.
Infelizmente, há certa confusão, ao falar sobre alguns livros da
BÍBLIA SAGRADA.
Por exemplo, há quem se refira a 1ºReis, dizendo: Primeiro a Reis, ou
primeira a Reis.
O certo é, primeiro livro dos reis, primeiro de reis, ou primeiro reis.
Para exemplo, basta este livro.
Daremos agora uma lista dos livros que mais confundem a mente de
muitos irmãos, bem como a forma correta de referir-se aos mesmos.
1ºSamuel, Primeiro Samuel, ou primeiro livro de Samuel.
2ºSamuel, Segundo Samuel, ou segundo livro de Samuel.
1ºReis, Primeiro reis, ou primeiro livro de (ou dos) reis.
2ºReis, Segundo reis, ou segundo livro de (ou dos) reis.
1ºCrônicas, Primeiro crônicas, ou primeiro livro de (ou das) crônicas.
2ºCrônicas, Segundo crônicas, ou segundo livro de (ou das) crônicas.
Quanto ao livro de Salmos há, também, um erro muito cometido.
Quanto ao capítulo, o certo é dizer Salmo, não salmos, nem capítulo.
Exemplo: Sal¨20, Livro de Salmos, Salmo número vinte, ou apenas
Salmo vinte.
1ªTimóteo, Primeira a Timóteo, ou primeira carta (epístola) de
Paulo a Timóteo.
2ªTimóteo, Segunda a Timóteo, ou segunda carta (epístola) de
Paulo a Timóteo.
Tito, Tito, carta (epístola) a Tito, ou ainda, carta (epístola) de
Paulo a Tito.
Filemom, Filemom, carta (epístola) a Filemom, ou ainda, carta
(epístola) de Paulo a Filemom.
1ªPedro, Primeira de Pedro, ou primeira carta (epístola) de Pedro.
2ªPedro, Segunda de Pedro, ou segunda carta (epístola) de Pedro.
1ªJoão, Primeira de João, ou primeira carta (epístola) de João.
2ªJoão, Segunda de João, ou segunda carta (epístola) de João.
3ªJoão, Terceira de João, ou terceira carta (epístola) de João.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 39.
CONCLUSÃO.
Temos assim, através deste breve estudo, uma visão panorâmica da
BÍBLIA SAGRADA.
O irmão que desejar e ou tiver condições, com toda a certeza,
encontrará muito mais material, acerca desta obra monumental, a qual,
tanto bem tem feito à humanidade e continuará fazendo, pois a PALAVRA
DE DEUS, INSPIRADA PELO ESPÍRITO SANTO, com certeza absoluta, é o
melhor guia para todo o ser humano que coloca em ação o seu bom senso
e se deixa guiar pela BÍBLIA SAGRADA.
Louvado seja DEUS, por este tão grande presente ao ser humano, qual
seja, a BÍBLIA SAGRADA, mantenedora da REVELAÇÃO DIVINA, sem a qual,
jamais poderíamos chegar ao conhecimento do nosso SENHOR E SALVADOR
JESUS CRISTO, AUTOR E CONSUMADOR DA NOSSA FÉ, O QUAL, NOS DEU A
GLORIOSA E MARAVILHOSA SALVAÇÃO ETERNA.
VISÃO PANORÂMICA DA BÍBLIA SAGRADA José Joaquim Gonçalves de Faria.
fariaestudos@terra.com.br. 40.
BIBLIOGRAFIA.
01, BÍBLIA SAGRADA.
Tradução, Almeida, João Ferreira de.
Edição corrigida e revisada fiel ao texto original.
Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil, 1.994, 1.995, São Paulo, SP, Brasil.
02, A BÍBLIA E COMO CHEGOU ATÉ NÓS.
Mein, John.
JUERP, 7a Edição, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 1987.
03, CONCISO DICIONÁRIO DE TEOLOGIA CRISTÃ.
Erickson, Millard J.
JUERP, 1991, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
04, DICIONÁRIO DA BÍBLIA.
Davis, John D.
JUERP, 7a Edição, 1980, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
05, DOUTRINAS.1.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
1a Edição, 1979, São Paulo, SP, Brasil.
06, EPÍSTOLAS GERAIS.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
2a edição, 1.980, São Paulo, SP, Brasil.
07, INTRODUÇÃO À BÍBLIA.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
4a Edição, 1.980, São Paulo, SP, Brasil.
08, INTRODUÇÃO AO VELHO TESTAMENTO.
Francisco, Clyde T.
Tradução, Mesquita, Antônio Neves.
JUERP, 3a Edição, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 1.985.
09, INTRODUÇÃO À VIDA DE CRISTO.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
5a Edição, São Paulo, SP, Brasil, 1.983.
10, LIVROS PROFÉTICOS.
Novas Edições Líderes Evangélicos.
2a edição, São Paulo, SP, Brasil.
11, MINIDICIONÁRIO AURÉLIO.
Ferreira, Aurélio Buarque de Holanda.
Editora Nova Fronteira, 1a Edição, 6a Impressão, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
12, O LIVRO DOS LIVROS.
Hester, Huberto Inman.
JUERP, 3a Edição, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 1.983.
13, O NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA.
F. Davidson M. A, Professor.
Editado em português por Shedd, Russel P, Dr.
Edições Vida Nova, 1a Edição, Reimpressão 1.980, São Paulo, SP, Brasil.
14, QUEM É QUEM NA BÍBLIA SAGRADA.
Gardner, Paul (editor).
Traduzido por Ribeiro, José.
Editora Vida, 1.999, São Paulo, SP, Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *